quinta-feira, 4 de setembro de 2014

"Cantinho da Suh"

È verdade, voltei a ter um cantinho da suh, voltei incrivelmente a ter forças para escrever e honestamente é mesmo isso que eu preciso, escrever, desabafar, expressar-me. È bom saber que nos lêem que não somos apenas mais uma no mundo, que há quem se importe ou se interesse mesmo não se importando. Sempre escrevi com alma, não me interessa se faz sentido ou não, se me vão entender ou não... simplesmente expresso-me como quero e digo tudo o que me passa pela cabeça. Sou assim, imprevisível, espontânea, surreal.
Estou-me a tornar repetitiva mas a minha vida continua um caos autentico! Eu já nao sei para que lado me hei de virar... vai começar uma nova etapa na minha vida, vou entrar, Finalmente, na universidade depois de grandes lutas travadas com a matemática! Sabes, a vergonha apodera-se de mim, a vergonha, o medo, as duvidas, os receios, as perguntas, as faltas de resposta... Esperava que fosse ser tudo mais magico, mais entusiasmante, mais... sei lá... único?! 
Porém, não me sinto nada assim... o mais certo é entrar em Viana, o que fica ainda longe de Braga para ir e vir todos os dias, a nossa melhor amiga não vai comigo, claro... ainda pensei que desta vez, só desta vez ela fosse ser parte da solução e não mais um problema... mas ainda me faz mais duvidas, mais ansiedade má, ou porque eu não consigo ir para a privada ou porque x ou porque y ou porque w. Ainda ontem a "perdoei" e que faz ela hoje? Falha novamente... andamos sempre nisto agora, na corda bamba, parece que tenho de implorar para ela ser a minha Melhor Amiga. Não devia ser assim, pois não?! Eu sei que não. Voltando á universidade, as duvidas são enormeeees! Eu não consigo ir e vir todos os dias de transportes públicos demorando 2h e 30m quando de carro demoraria 40 minutos... e ficar lá sozinha, está-me a deixar tão mas tão triste... porque é que as coisas não podem ser fáceis? porque não posso simplesmente aproveitar o momento e ser feliz?! 
Quero soluções mas só encontro e me arranjam problemas. 
Sempre fui uma sonhadora, no entanto, nunca sonhei com a universidade, acho que nunca me imaginei em festas, em jantares de curso, em fardas, em praxes, em exames... isso para mim era algo que os outros fazem... Estão todos ansiosos para saber os resultados dia 8 e eu so anseio que esse dia não chegue... Porque ai, será o inicio de todos os problemas! 
Tantos medos, tantos receios e poucas respostas.
Porque é que não podes simplesmente ajudar-me em vez de complicares e me deixares mais uma vez sozinha quando prometeste que não o farias novamente?

Decide-te, ou ficas de uma vez ou vais embora rápido e sem olhar para trás. 
Porque acredita, é preferível não contar contigo do que contar e ficar desamparada!

Espero ter respostas para todas as minhas duvidas, muito brevemente.






















SM.
A esperar uma luz que me indique o caminho...



...

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Não sei que mais dizer...

As minhas palavras já não são o que eram. Parece que falo e ninguem ouve, um grito de desespero, de angustia, de aflição. Quem sou eu? Onde me perdi? Perdi tudo o que tinha a perder, não me sinto cá, não sou feliz. parece que a vida já nada me dá... Porque é que nao me ouvem? porque fingem que nao grito em desespero do vosso abrigo? Sou uma vagabunda no mundo, nao sei o que esperar, nao consigo contar contigo porque sempre me falhaste, vivemos em mundos diferentes parece que mudamos de linguagem, sera que mudamos? Porque assim?
Porque nos perdemos nas encruzilhadas da vida?
onde nos perdemos?
Eu já nao sei o que fazer, sempre dei vida por ti, sempre vivi as tuas dores nao as minhas, sempre te apoiei em tudo mesmo quando nao concordava com nada... A vida foi dolorosa nao só para ti, todos o perdemos, todos sentimos a sua falta, todos dariamos a vida para o ver novamente. Eu nao sei... eu nao sei onde te perdi. Eu queria mais, eu quero mais. Mas parece que em vez de ter mais, te perco é mais! 
Já perdi muito na vida...
Eu gostava que a nossa amizade fosse o que era, que nos contentássemos com um sorriso, que todos os minutos importassem e nao fosse por ontem teres la estado que hoje poderias ja nao estar... A vida é feita de momentos, tu eras o meu abrigo, eras o meu cantinho mais secreto, era em ti que fazia a minha coragem... De um momento para o outro tive de encontrar outro, embora nunca o tenha realmente encontrado, porque tu deixaste de puder la estar, eu queria o teu conforto, queria o teu abraço e raramente o tive. Pelos comentarios, porque tinhas trabalho, porque querias isto, porque nao podias, porque nao te deixaram... sei as justificações todas de cor mas o meu coraçao ainda sangra, eu gostava mesmo do teu abraço e do teu olhar cheio de esperança.
Nunca me defendeste quando fui brutalmente atacada, nunca te chegaste á frente e deste o corpo ás balas sempre fui eu a engolir tudo... senao hoje nem pensarias sequer em voltar lá. Onde foste minha melhor amiga? Quando precisei de motorista? nisso nunca me falhaste, nao posso negar, mas eu queria mais... queria uma melhor amiga.

Eu quero uma Melhor Amiga.
Eu quero a minha Melhor Amiga...
...mas ela perdeu-se, perdeu-se nas profundezas do mar e eu nao a consigo ir buscar...
...talvez aquilo que é nosso nao o seja para sempre ou no fim nunca realmente o foi...


Hoje o meu coração sangra.
Sangra por ter sido magoada..
Não sei que se passa...
Onde nos perdemos? É a pergunta que mais faço e mais fiz nos ultimos meses, talvez já anos...
Sempre lutei por ti com todas as minhas forças, sempre vivi para que nada em nós fosse destruido nunca pedi nada em troca, acho até que nunca esperei nada em troca...Onde te perdi? Onde errei?
Sempre fiz tudo por ti, sempre aguentei tudo por ti, superei dores insuportaveis só para que nao vivesses tambem com elas... sempre aguentei tudo, nunca esperei que me defendesses, alias nunca o fizeste tambem, nunca deste o corpo ás balas por mim... nunca me defendeste quando fui fortemente atacada... fui mais vezes defendida por quem menos esperava do que por ti... tenho esse momento tao mas tao presente em mim... Tu limitaste-te sempre mas sempre a ouvir e a dizer para "esquecer" para "ignorar", o problema é que nunca fui de esquecer ou ignorar, sempre fui bem marcada por tudo na vida mesmo quando nao queria... e tudo o que eu queria era uma Melhor Amiga. 
O quantas saudades tenho daquele olhar esperançosa, do sorriso contagiante, da esperança inocente no "amanha, talvez, seja melhor". Que saudades eu tenho da simplicidade, que saudades eu tenho de nao ter saudades... Nunca fui fácil, nunca o tentei ser... Só te pedi conforto, abrigo... porque sempre foste o meu abrigo desde que nos conhecemos, sempre "lutamos" contra tudo e todos, sempre estiveste lá quando mais precisei mesmo sem me defender ou sem dar o corpo ás balas tu estavas lá e de um momento para o outro vi-me sem ninguem, tive de procurar outro abrigo, outro conforto e nunca o encontrei. De um momento para o outro passaste a achar que por hoje estares comigo amanha ja nao precisavas de estar, como se o hoje compensasse o amanha, mas a vida é feita de momentos. De um momento para o outro podemos morrer, podemos adoecer, podemos ir parar ao hospital, podemos perder a vida sem ter morrido. Portanto, eu precisava de ti a todos os momentos. Nunca precisei de uma motorista, porque nisso nunca me falhaste, mas sempre precisei de uma Melhor Amiga.
Que é feito das promessas feitas e nunca realizadas? que é feita da simplicidade que nos unia? 
Que é feito de nós?
Eu só queria uma Melhor Amiga.
Eu só queria a Minha Melhor Amiga...

Mas ela perdeu-se no mar, eu perdi-a no mar e nao sei como a ir buscar.
Talvez o que é nosso não seja para sempre nosso.

Só queria o conforto do teu olhar. Mesmo debaixo de um dia de chuva terrivel eu só queria ver o teu sorriso e aconchegar-me no teu abraço.


SM
perdida na escuridao...