terça-feira, 30 de novembro de 2010

é realmente verdade?


Em maior parte da minha vida disse que: "somos os donos do nosso destino comandantes da nossa alma" mas é realmente isto verdade?

Não estaremos nós condicionados ás opiniões, comentarios, interpretaçoes e ate rejeicçoes no nosso dia-a-dia? e ai continuamos a ser nós a comandar a nossa alma? se assim fosse entao conseguiriamos ter a nitida percepçao de que podiamos ou nao deixar-nos afectar por todas essas intercepçoes que nos sao causadas, poderiamos utilizar a moral e saber que o que disseram nao corresponde á verdade e iriamos conseguir ultrapassar tudo sem a minima tristeza... pois é mas a vida nao é facil e por isso nao somos mesmo nada impunes aquilo que os outros nos fazem ou dizem... vivemos condicionados ás opinioes, vivemos em proll de sermos ou nao aceites na sociedade, arriscamo-nos para que os outros sejam felizes e para que eles nao cheguem á loucura, sujeitamo.nos a ir nós!
E se sou a dona do meu destino porque é que nao posso ser eu a escolher os meus amigos, se saiu ou nao saiu á noite, se vou ou nao vou a determinado sitio, se estudo ou se nao estudo?!
Pois como ja disse, nem sempre aquilo que se encontra em aspas é veridicto, posso ate mesmo dizer que é fantasia da minha cabeça para conseguir enfrentar o destino que atravesso...
Fantasia de acreditar que o futuro nao é tao negro como parece ser.


Como dizia o Afonso: "A vida é como o surf depois de aprenderes a vive-lo, és feliz e apanhas tudo"




...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Amor

Sabes amor... poucas palavras ja te tenho a dizer, somos uma constante na vida um do outro... ja nos tratamos por marido e mulher, milhares de pessoas ja disseram que somos feitos um para o outro e nós sorrimos sempre, mostramo-lhes que nao estavam nem nunca estarao enganados, amo-te desde o primeiro olhar e desde o primeiro beijo naquela praia somente nossa!
Amo-te quando me olhas e orgulho-me do que és quando me abraças, nao tens receios de dizer "esta é a minha namorada", nao pensas duas vezes ao dar-me a mao na rua e muito menos em fazer uma cena de ciumes quando um outro rapaz se aproxima um pouco mais de mim...
Já passamos imensos momentos juntos, ja sonhamos e ja vivemos sonhos na realidade ... simplesmente temos feito da vida um do outro, a melhor de todas*
Um dia pegarei em ti e no essencial e iremos os dois fugir da dura realidade que por vezes enfrentamos, fugir para longe com quem queremos e como queremos...correr mundo apenas com o essencial na mala e o nosso amor... um dia faremos isso... um dia!
Todas as palavras que te possa escrever sao poucas para te transmitir tudo o que estou a sentir, esse nao se escreve, sente-se!
Tal como eu te sinto em mim... quando visto o teu casaco, as tuas t'shirts e quando comentaste que possivelmente o meu armario ja constitui mais roupa tua que minha :)
Quando me apareces sorrateiro e me agarras como se fosse a ultima vez, ja tememos que fosse mesmo, mas continuamos aqui bem juntinhos um do outro...
Amo ver o por-do-sol contigo e ver que realmente tu nao és uma ilusao és o homem do meu coraçao e dai ninguem te tira!
Na praia disseste palavras que jamais esquecerei, naquele dia tao magico que vivemos:
"as nuvens desenham o nosso amor, as cores simbolizam a tua personalidade, o sol a tua luz e o vento simplesmente levar-te-á para sempre a saudade, amo-te pequenina"

Com mais força do que as palavras só existe os sentimentos!
Sentimentos que so tenho uma resposta para eles:

AMO-TE ETERNAMENTE MELHOR NAMORADO DO MUNDO



...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

help me please

Sonhei que estava numa cama de hospital, porém era um quarto invulgar, nao tinha o ar pesado conseguia-se sentir perfeitamente a luz do sol (?) a entrar pela janela e a embater directamente na minha cara... ao meu lado estava a minha querida mãe, pessoa que me acompanha sempre que preciso e quando estou doente faz juz ao nome que tem (mãe) e acompanha-me na minha dor vendo nos seus olhos que se pudesse ela a suportaria por mim... do outro lado da cama estava o meu namorado, pessoa que me apoia que sempre que preciso de um sermao, de uma palavra amiga que me faça ver a realidade nitidamente e que me ama como ninguem o foi capaz de fazer ate hoje, a dar-me a mao... aos pés da cama e a ofuscar um pouco o sol estava a minha eterna e amada avó, que infelizmente se o sonho acontecesse era impossivel ela estar la como estava, fisicamente... pois jamais ela me abandonou, pessoa que me criou, ajudou a educar e me dava alegrias imensas... e ao seu lado estava a minha tia mais nova do lado do meu pai, que neste momento reside em França, tia que sempre brincou comigo sempre me deu tudo o que podia e o que queria... e que mimos nunca me faltaram e com quem mais me identifico...

Até aqui nao parece assim um sonho que dê muito para pensar, estao aqui (quase todas as ) pessoas que me sao importantes e que estariam num momento que poderia ser dificil para mim...

Como disse estava no hospital, isso identifiquei pois eu estava ligada a maquinas e a um monitor que "mede" o batimento cardiaco e o desenha com ondas longitudinais (va um pouco de f.q. nao faz mal a ninguem e tambem se aprende) mas o estranho disto, é o ambiente que estava no quarto, pois estavam todas bastante alegres para o lugar em que estavamos.. excepto eu e o meu namorado, que a cada segundo que passava me apertava mais a mao, eu olhava misteriosamente para a porta provavelmente com o desejo que ela se abrisse e eu visse quem tanto queria ver (quem? eis a questao) alternando o olhar para a porta e para o monitor... lembro-me de olhar para o meu namorado dizer-lhe: "ela nao vem"... ele sem me responder passa a mao na minha face e subtilmente limpa as lagrimas que me escorreram, fazendo o mesmo com as dele... e numa fracçao de segundos, olhamos ambos para o monitor, começamos a ouvir o barulho inturcedor " pi pi pi pi", o visionamento da onda longitudinal começa a desaparecer e a linha tornou-se contínua...aparentemente morri, após isto possivelmente acordei, pois nao me lembro de mais nada.


ISTO DÁ QUE PENSAR?!


1- porque estavam todos felizes, apesar do local onde estavam?!
2- como é que a minha avó estaria ali?!
3- onde estava o meu pai, que sempre esta cmg nestes momentos?
4- quem é que eu esperava tao ansiosamente?
5- porque é que nao veio, essa tal pessoa?
6- nao consigo descodificar nem metade do sonho!


ponham-se no meu lugar, comentem e deem sugestoes para as perguntas... :)





...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

é sobre correr riscos!

"Confie no seu coraçao mesmo que os mares se incendeiem e vive por amor mesmo que as estrelas se retraiam"
Autor: E.E.Cummings!


"é sobre correr riscos..."
...

domingo, 14 de novembro de 2010

Olá presente!

Tomei decisoes...
Os dias teem sido bastante dificeis de ultrapassar, poucas sao as vezes que pego no pc e me apetece escrever, tenho andado perdida no mundo, perdida em mim...
As pessoas conseguem mudar-nos para pior sem nós nem sequer nos apercebermos mas para mim isso basta, estou farta que me rebaixem, que me humilhem e eu ainda lhes dava importancia e entristecia nao vivendo assim o meu presente como sempre o vivi, como se o segundo a seguir me fosse proibido de viver, sim!
Porque um dia, o (nosso) mundo acabará, ninguem é imortal e muitos menos eternos...
Basta, para mim chega, vou viver tudo como se nao houvesse amanha, pois um dia nao haverá mesmo. é nisso que me vou focar agora!
Voltei em força e com grande capacidade para continuar o que deixei em banho-maria:
1º continuar a escrever a historia, apesar de me magoar e fazer relembrar o passado...
2º concentrar-me na escola, e nas boas notas que quero ter!
3º concentrar-me em quem me faz bem, nas pessoas que fazem com que a minha vida tenha cor, significado, VIDA!
Quanto ao resto, nao me interessa, nao me importo, nao quero nem sequer saber... jamais me voltarao a rebaixar e levar a tao fundo do poço como tenho ido, ja chega, tenho a minha vida pela frente e ando simplesmente a vive.la para tras, melhor escrevendo JA A VIVI A ANDAR PARA TRÁS agora CHEGA! Dizem que para a frente é o caminho, nao somos bonecos comandados pela sociedade e pelas pessoas, somos simplesmente donos da nossa vida, comandantes da nossa alma!
E o meu barco está longe de ser comandado por mais alguem para alem de mim, aguentarei com ele nas tempestades e viverei sorrindo nos lindos dias que me irao aparecer.
E tenho-o dito!
O Presente espera-me...

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

sem titulo

Dias dificeis tenho atravessado,
pensamentos atarefados e
bastante baralhos...
nao sei o caminho a seguir
o que está certo,
e como agir?
eis a questao
que tantas vezes faço ao coraçao
pessoas que acabam com sonhos
intrigam-me, revoltam-me
tenho pena que o façam
talvez um dia nao desistam


Compreendam que as pessoas nao sao brinquedos, que se possam manipular, e muito menos animais de quem possam prender e impedir que lutem pelos sonhos... nao vos entendo, dizem uma coisa que contraria as vossas acçoes... nao consigo escrever mais para voces... se nós precisamos de crescer voces precisam de ser humanos com sentimentos

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Para sempre avó!

Existem pessoas que vivem para que a sua presença seja sentida, tu viveste para que a tua ausencia fosse notada, minha avó... desde o primeiro dia da minha vida que estiveste comigo... ensinaste-me a lutar, a viver, a sorrir, a pedir com educaçao, ensinaste a dar e a receber mimos, ensinaste-me a comer, a falar, a andar, a brincar, a nao magoar os outros...a viver em prol da conquista da minha felicidade sem magoar nem pertubar a felicidade das pessoas que me rodeiam!
Contigo eu cresci, tornei-me a mulher que sou hoje...devo-te muito do que sou, e agora nao posso pagar de maneira alguma porque nao tem preço...
Vivi os melhores anos da minha vida contigo, fizeste-me a criança mais feliz do mundo, lembro-me de todos os passeios que demos, de todos os mimos, todas as palavras, todos os momentos...
A vida foi madrasta tirando-te de mim como tiraram... custou entrar na tua casa e ver o que vi, ainda hoje me custa entrar la... ir á cozinha sempre na esperança de te sentir e ver novamente sorrindo e abrindo-me os braços como abrias, ir ao teu quarto e ouvir alguem dizer "Soraia,nao entres ai que o teu avo nao gosta", agora entro la na boa e nem o avô me diz algo, talvez porque sabe que raramente entro porque me dói e dói mesmo muito...
Ir ver-te ao c*****, é a maior dor, odeio la ir... nao é bem odiar é nao ter coragem de la ir... significa que nao estas mesmo presente fisicamente no meu dia-a-dia é a certeza de que estás ali... a visao do dia em que te deixei... nao sei avó nao sei..
mas dói...hoje fui la, fui com o teu filho, a tua nora e a tua "narcisinha", vi nos olhos do teu filho a dor da saudade e ainda me magoei mais...
Sentimos imenso a tua falta avó
mas de uma coisa podes ter a certeza, JAMAIS TE ESQUECEREMOS!
Como na tua campa diz : "falar de ti é relembrar-te, ninguem dirá que te esquecemos"

Para sempre, Teresa Carvalho :)