sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

é da praxe dizer....

Bom natal e prospero Ano Novo :)

sábado, 17 de dezembro de 2011

foi assim?!

(o texto é enorme, puro sentimento retratado e quando assim é?! nao vale a pena impor-lhe limite)
( lê quem quer ler, apenas isso)
No inicio odiavamo-nos tanto, passavamos a vida a picar-nos... com o tempo fomo-nos conhecendo, mas sempre reticentes eu com a ideia que tinhas a "mania" e eras muito futil e tu convicto de que eu nao passava de uma "pita mimada que só sabe mostrar um sorriso por ter pais que lhe faz as vontades todas", era assim que pensavamos... a coisa cedeu quando o pior aconteceu, dizem que os amigos ou as melhores pessoas sao aquelas que estao ao nosso lado nos piores momentos, assim foi... o teu melhor amigo, companheiro de aventuras que era tambem teu primo partiu e lembro-me que mal estive contigo te abracei e te garanti que se precisasses eu estaria ali para ti e para tudo... com um sorriso meio amarelo me disseste que "ias cobrar", sorrimos os dois, talvez o sorriso mais verdadeiro que trocamos depois de alguns anos em que já nos conheciamos. Com isto tudo, fomos tornando a nossa "rebeldia" em pura amizade, sempre que eu chorava tu estavas la, sempre que me apetecia desistir do mundo tu estavas la, sempre que me apetecia revoltar-me porque o rapaz que "amava" me tratava super mal e nem sabia que eu existia e se soubesse era apenas numa de me "odiar", supostamente toda a gente sabia que o amava menos ele, ou melhor nao queria saber... e ao falar disso quem estava a ouvir eras tu... um abraço preciso era dado por ti, um beijo de aconchego necessario era dado por ti... foste tu que reparaste na minha "frieza" para com as raparigas e chegaste á conclusao que isso acontecia porque uma ja me tinha magoado imenso e dizias com ar muito simpatico mas com a mania "gato pelado de agua fria tem medo" mal eu mandasse uma piada mais directa a alguma rapariga do mesmo sexo que eu... sabes os meus receios, as minhas fraquezas, as minhas manias, o pior e o melhor de mim... quando quis seguir o meu sonho quem esteve lá?! foste tu.
Ainda me lembro, meu amor, dias antes do teu aniversario corri para a tua casa, a uma tarde chuvosa, cheguei toda molhada, a tua mae abriu-me a porta e disse-me com tom e um sorriso carinhoso "está no quarto", corri para ele como se o amanha nao existisse... e ao entrar, estavas sentado na secretaria a desenhar, a desenhar-nos... sentei-me no teu colo e disse-te apenas "consegui", sem entenderes questionaste-me "o que?" e eu respondi apenas "vou concretizar o meu sonho. eu vou jogar"... um sorriso luminoso nos abarcou e um abraço nos aconhegou, senti ali que nao seria uma batalha apenas minha, que estarias novamente comigo para o que desse e viesse. Fizeste questao de estar no primeiro treino, mesmo no dia do teu aniversario, bastava ficar um pouco mais cansada e olhar para a bancada que todo o cansaço se dissipava, estavas ali tu, com o teu casaco azul a ver-me jogar com a tua camisola, a primeira camisola... sentia-me impune a todo o mal, a todo o cansaço, a todo o frio de setembro. Sempre tivemos as nossas discussoes, os nossos desentendimentos... nunca disse que nao tinhamos, mas havia muito mais e melhor para se pensar e viver... sempre ao lado um do outro e na segurança que se algo corresse mal teriamos um porto de abrigo para pousar seguimos a nossa vida perto um do outro, muito perto, os melhores amigos... Sempre achei estranho nao ter vontade ou melhor necessidade de falar de ti a quem me rodeava, na escola mal falava do que eramos, do que nos tinhamos tornado... simplesmente queria era guardar-te para mim, bem ca dentro do coraçao, recolher todas as tuas qualidades e aceitar todos os teus defeitos na verdade tinha receio de falar de ti, pois ao falar podia perder-te, se te conhecessem como eu conheço quereriam todos(as) estar contigo, perto de ti, receber aquilo que eu recebia, por isso nao falava de ti mas esperava ansiosa por uma mensagem tua, por estar contigo, por te sentir comigo... e esses momentos aconteciam sem quês e sem porquês, tudo tem um "mas" mas a nossa amizade nao tinha, o nosso amor nao teve. Lembro-me tambem que foste a primeira pessoa a dizer: "é aquela rapariga que te vai fazer ver que nao sao todas iguais, é aquela rapariga que te vai mostrar o que é a amizade verdadeira entre raparigas, e a vossa amizade será verdadeira e eterna, vais ver pimpolha", palavras tuas referentes á que viria a ser e é, agora, a nossa melhor amiga... fiz-te um sorriso tao cinico que te desvaiaste em gargalhadas, mas nao falhaste sei agora que nao falhaste, nunca falhas.
Os anos correram e passado alguns dias de conhecermos a nossa melhor amiga o destino meteu-nos numa encruzilhada, ias para Espanha começar uma vida nova com os teus pais e sem data marcada de volta... nao entendia como era possivel isso acontecer, tantos anos de cumplicidade e tudo aparentava acabar por partires para o pais vizinho... disseste-me que ias com lagrimas nos olhos, no rio de prado.
A semana que se seguiu foi a pior que podia acontecer, nao consegui sorrir verdadeiramente porque como dizias "na escola es uma pedra, so sorris, sentimentos ficam no portao" a mais pura das verdades, estava contigo como se fosse o ultimo dia, todos os beijos e abraços sabiam-me a pouco... e ao faltar exatamente uma semana para partires a nossa melhor amiga me "obriga" a admitir os verdadeiros sentimentos que nutria por ti, apesar de eu ja os reconhecer nao como amizade mas sim como amor, sabia que dali a uma semana nao teria nada, nao te teria a todo o minuto... ela la me convenceu dizendo no fim "fala com ele, e no fim aconteça o que acontecer eu estou aqui, e amanha quero saber tudo"- lembro-me de olhar para o ecra do computador e dizer "pois isso", como quem nao acreditava que era possivel ser apoiada por uma girl. A conversa fluiu entre nós e percebi que o sentimento era mutuo mas que a minha frieza com base na experiencia de vida te tinha feito recear contar-me... fiquei com uma sensaçao de alivio depois de conversar sobre isto contigo... no dia seguinte recebi uma mensagem logo pela manha, mais propriamente 7h: "bom dia meu amor, logo mal saias da escola espera por mim, vamos sair" e assim foi... de camisa branca me esperaste no carro e seguimos viagem para a praia e la surgiu aquilo que nao estava á espera a concretizaçao de um desejo de á muito tempo e a pergunta mais inesperava: "Soraia queres namorar comigo?" os meus olhos encheram-se de lagrimas de felicidade e ali foi, no dia 6 de fevereiro, surgiu um namoro que se prolongou durante dois anos, "com interrupçoes para ferias", sim porque tivemos os nossos desendimentos, as nossas discussoes, os nossos "acaba e recomeça"... até ao dia 12 de agosto de 2010 porque a partir dai so o destino nos voltou a separar. Meu amor, foram momentos tao bons todos aqueles que vivi contigo, todos os sorrisos, todos os carinhos, mimos e abracinhos, os beijinhos e tambem todas as discussoes, palavras duras e mal ditas, mas interpretaçoes, todos os erros e todas as quedas fizeram da nossa relaçao a melhor que tive na vida, ambos sabemos como, infelizmente esta historia acabou... e sobre isso eu nao me vou pronunciar porque vale a pena é recordar os melhores momentos que passei contigo... é verdade que no meio do caos que a partir do dia 20 de setembro de 2010 se instalou nas nossas vidas tambem existiram momentos de felicidade, de cumplicidade, de tudo o que ha de melhor na vida mas foram periodos dolorosos que deixarei para mim ou para um proximo texto, que nao este, mas acredita podes ter partido mas o sentimento mantem-se em mim intacto, imutavel e indestrutivel. Amo-te muito meu amor, neste momento "és, nao, o meu mundo mas o meu mundo á parte". Obrigado por tudo melhor amigo, melhor namorado, melhor cumplice

SoraiaMontes    

domingo, 11 de dezembro de 2011

. . . bom natal?! . . .

o espirito natilicio ja é convidativo, as montras ja estao cheios de bonequinhos e aquele senhor de barbas muito velhinho e que veste sempre o mesmo fato ja esta por todo o lado, e, em lado nenhum!
È incrivel a manipulaçao que existe perante esta epoca maior parte das pessoas nem se apercebem que isso lhes esta a acontecer! Eu ca nao gosto disto... é apenas mais um dia em que posso ganhar uma prendita mais cara que nos outros dias ;) Peço desculpa a quem acredita e ama esta epoca mais do que qualquer outro dia do ano, mas eu nao sou assim... para mim Natal era para estar e visitar os entes mais amados, e agora? que dois deles ja nao estao ca?!  Pois, dai nao gostar do Natal e esta epoca irritar-me, ehhhh todos felizes porque vem ai o pai natal oh oh oh -.-' que treta é esta? eu nao sei...

Nao ha de ser nada, talvez o ano de 2006 me tenha marcado mais do que aquilo que imaginava e a ausencia do meu namorado, que tambem ja foi, me esteja a repugnar o Natal agora, talvez isto mude no dia, ou talvez me faça odiar agora o Natal... talvez tudo mude ou nao...


Sei que estao a chegar as ferias e eu as vou passar em casa, possivelmente a deprimir, sugestoes para nao cair?! aceito-as de bom grado...

acho que se arranjar trabalho é isso mesmo que vou fazer... trabalhar para a carta. é que isto é natal, mas se é natal para mim, é natal para todos os familiares e como a minha familia nao foge á regra sera presentes para todos, afinal nao era o pai natal a entrega-los?! ja nao percebo ;), e como a crise parece nunca afectar nestes dias, dificilmente terei a carta como presente, portanto trabalha e é se queres o teu "sonho" para teres a liberdade desejada!



é isso. bom natal.

domingo, 4 de dezembro de 2011

deixei de gostar do Natal faz dia 30, cinco anos.

È mesmo verdade, este já é o quinto ano que estou sem ti minha "mãe". A verdade é que a vontade de escrever é menor, comecei a escrever um texto na minha cabeça enquanto ouvia musica, no escuro do meu quarto e agora?! Abri o computador e ele simplesmente nao se transcreve para aqui... ha tanta coisa para dizer e nao ha palavras para o fazer... acho que preciso extremamente muito de te dizer isto: "estou desiludida com o teu filho".
E estou mesmo avó, nao te posso dizer porquê, nao por aqui... talvez numa das nossas conversas á noite, onde estamos apenas nós os 3, sim porque agora dizem que somos três... eu te fale e te conte a asneira e magoa que ele me tem feito, mas nao... por aqui nao mama nao dá !
A minha vida tem-se tornado numa imensa confusao, ainda nao percebi bem se a culpa é minha que nao a sei organizar ou se simplesmente mereço isto... desde a partida do meu namorado que nada se tornou facil... ja tive dias bons e nao nego a ninguem que os tive, mas parece que a magoa e o buraco causado pela vossa suposta partida continua aqui, hirto. Sempre disseste que uma tempestade nao dura para sempre, mas a verdade é que descobri que volta sempre... Eu nao sou perfeita, sei tao bem que cometo erros terriveis e é estupido sabes avó? é estupido dizer que nao gosto de mentiras quando o que mais faço é mentir... visto assim as coisas eu nao gosto de mim... a minha vida nao passa disto mesmo: de uma mentira. Minto quando sorriu, minto quando respondo que esta tudo bem, minto quando finjo aguentar tudo, eu finjo finjo e volto a fingir... eu passo a vida a mentir!
Como posso ser feliz assim? Diz-me caraças! sempre soubeste tudo, voces sempre souberam tudo e agora?! agora quem sabe? quem me diz?! Ca em casa o ambiente está como está, na escola sabe-se lá porque parece que todos falam mal de mim, é tudo uma falsidade pior que a minha lá... e quanto a rapazes?! Nao os tenho e por mais que tivesse acho que nada seria como foi... Nao consigo esquecer aquele olhar, aquele sorriso e as palavras sabias do meu puto... nao consigo deixar de pensar que a qualquer momento ele me aparece pela porta me beija e diz que me ama... começo cada vez a cair na realidade de que isto jamais ira acontecer, mas a esperança?! é a ultima a morrer.



SoraiaMontes..


e bem se acreditam, ainda, na treta que esta epoca é:
Feliz Natal.
(desculpem se feri susceptibilidades)

domingo, 27 de novembro de 2011

nao diria melhor.

"O que mais dói quando se ama alguém é imaginar tudo o que não conseguimos realizar juntos. O que vivemos é um tesouro que nunca se apaga da memória, mas é o que não construimos que nos entristece e mata."...

domingo, 20 de novembro de 2011

palavras...

Queria escrever, queria mesmo saber o que escrever... Percorrem-me palavras na memoria como se encruzilhassem na esperança de serem escritas mas quando o vou para fazer elas brincam comigo e num segundo desaparecem... é incrivel parece que estao a brincar comigo... Podia falar de ti, mas de que adiantaria se maior parte do meu dia eu falo contigo... eu partilho tudo o que vivo, contigo?!
acabei de perguntar, a uma pessoa que me é (muito) importante, se lhe dessem a oportunidade de voltar atrás a pudesse mudar alguma coisa... se o faria... espero a resposta e interrogo-me a mim propria o porque de lhe ter feito esta pergunta, as vezes percorrem-me momentos assim que nem eu consigo entender porque "pensei" naquilo... talvez tenha a simples necessidade de voltar ao tempo em que tudo era imperfeitamente perfeito. compreendes meu amor?  A vida nao é perfeita e nao vou dizer que no tempo em que me acompanhavas e eu te sentia o era, porque nunca o foi nem será, mas pelo menos era perfeita quando estavas a meu lado, quando sentia o aconchego do teu abraço e o calor dos teus beijos, ai sentia a perfeiçao no meio da imperfeiçao, era por isso que dizia que eras magico e tu me sorrias tao bem sem nunca entenderes porque dizia isso... simplesmente me sorrias e dizias com tom doce que era uma tonta. Na verdade era uma tonta sim, porque vivia no calor do nosso amor e agora?! Agora procuro-te em tudo o que se move, porque tantas vezes oiço dizer que tu continuas aqui, mas se é verdade porque nao te vejo nem te sinto?! Eu entendo o que eles querem dizer, simplesmente tenho de viver sem a minha perfeiçao, sem ti. Os momentos que anteriormente me faziam sorrir o dia inteiro agora sao simplesmente monumentaneos... è bom quando acontecem mas depois rapidamente caiu... a desconfiança apoderou-se de mim de tal maneira que ja nao confio em (quase) ninguem, ja nao sorriu continuamente e verdadeiramente... ja nao acredito nem planeio o amanha porque ninguem me garante que existira. mas vivo, vivo porque sempre te disse que iria lutar por ti e por mim.

como tu disseste: Ate ja pimpolha


Ps: as palavras quando se formam, so se formam para ti... isso eu ja reparei... desculpa nao te conseguir deixar "partir".



SoraiaMontes



quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A minha verdade é esta.

Digo de passagem que nao deixei de visitar os meus cantinhos, que nao deixei de ler os vossos textos e tambem nao os comento, porque não é o meu habito...mas a verdade é que a escrita ficou, cerca de noventa por cento de lado relativamente áquilo que eu sou, tenho noção disso e magoa saber que no fundo estou a perder competencias de mostrar o que sinto, ate, por aqui... por vezes olho para a data do ultimo texto e passaram semanas e eu fico a pensar como até isto mudou!! Não me aborreço porque sei que voltarei, um dia, a escrever... seja porque preciso, porque é necessario ou ate mesmo porque algo de muito surpreendente aconteceu... mas fico desiludida comigo, por me deixar afectar tanto até naquilo em que mais liberdade penso ter: na escrita.
Aos poucos o teu nome começa a ser divagado no vento, na esperança que ele te traga até mim, começo a entrar no teu quarto e fico a olhar na incerteza de que te vejo ou não a descer as escadas do teu tão especial e acolhedor cantinho... a verdade é que os dias passam e nada muda, o vento só me tras o frio que me arrepia o coraçao e o teu quarto? continua tal e qual como deixaste na esperança que um dia desarrumes aquilo que deixaste arrumada, nao fosse a tua ausencia a minha ausencia mais sentida. Porque na verdade a minha personalidade moldou-se as novas circunstancias, sofri como a psicologia afirma "aprendizagem secundaria", rehabituei-me á tua tao dificil e permanente ausencia fisica e nada disto é facil. Estou agora diferente, se hoje voltasses descobrias que não sou a mesma: tornei-me fria para as pessoas, nao no sentido de as estar a magoar mas no sentido de que nao conseguem ver aquilo que eu sinto, elas veem aquilo que o espelho retrata, uma imagem concreta. Não me preocupo se me magoo nem quero tao pouco saber se as dores me impedem de jogar futebol, faço-o e nada mais me interessa... se amanha nao estiver cá, bem problema será de quem cá ficar, ves? eu disse que estava fria. Só quero realmente saber daqueles que me amam, felicidade tenho-a quando nao estou sozinha e/ou nao me sinto rejeitada mesmo no meu grupo de amigos, como ja tantas vezes me senti... se tiver de andar sozinha? isso deixou de ser problema, comecei a acreditar na famosa frase de que "mais vale só que mal acompanhada" e velas ou caezinhos? compram-se, eu nao sou compravel (esta palavra existe? se nao existe passou a existir agora, para mim). Como ves, mudei. mas nao mudei por ser insensivel, por ter ficado intocavel com os sentimentos que me rodeiam ou ate mesmo porque deixei de sentir, Não! mudei exactamente pelo contrario, mudei para nao sentir demais as dores que nao sao minhas, deixando-me de lado, mudei porque comecei a sentir demais, mudei porque me deixei magoar demais, mudei porque nao era feliz assim, nao digo que agora o seja porque certamente so o sou quando sinto que me amam e me querem, que querem a minha companhia, mas ao mudar para o que sou? Deixei de ficar infeliz porque me "rejeitaram", porque fiquei sozinha. Mais vale o silencio da solidao do que uma multidao em que ninguem se ouve porque nao sabem ouvir. prefiro coisas simples mas coisas sentidas do que coisas grandes mas sem sentido e sem qualidade.
Hoje vivo alheia á escrita apenas porque esta vai buscar os sentimentos que quero deixar enterrados, longe do pensamento, longe das interpretaçoes judiciosas de alguem que nao sabe o que eu sinto mas mesmo assim teimam em dar opinioes.  A escrita é o meu tunel para a verdade sentida e isso nao posso deixar que todos entendam porque no dia em que entenderem irei ser apenas mais uma no mundo e nao aquela de como quero ser conhecida: a que superava tudo, aguentava qualquer coisa mas no fim e na sua cara só veem uma coisa: um sorriso. E sabes porque, amor? Porque apesar de tudo isto, o passado ainda é meu e esse faz-me sorrir porque sei que foste uma certeza e sei ainda que no presente, pelo menos duas pessoas estao comigo: os meus melhores amigos e a eles? A escrita nao funciona como o tunel, como para outros, mas sim a certeza das suas opinioes, afinal eles nao precisam das minhas palavras para saber como estou apenas de tres coisas ou apenas de uma delas: o olhar, a ausencia do sorriso verdadeiro (que eles sabem identificar) e o silencio supucral os fazem identificar o meu estado de espirito nesse momento e sao essas as pessoas que eu admiro... porque apesar da mudança eles continuam aqui, ao meu lado, sem nunca dizerem que estao cansados de mim e daquilo que nao sou mas tento ser. Quando me virem sorrir? Perguntem-se, ao olhar-me nos olhos, se o sorriso é verdadeiro e tenho certezas de que só terao uma resposta: Não.
Só o é na presença de quem gosta da minha companhia, e isso nao se ve... sente-se, quando eu o sinto eu o demonstro sem desculpas, sem quê's nem porquê's, sem capas, sem frieza, apenas a Soraia na sua verdade mais concreta. mas façam por merece-lo, ou nunca me verao como os meus melhores amigos me veem, pois eu continuarei a mostrar apenas a imagem que o espelho se limita a reflectir nunca se perguntando o que está por dentro.

A verdade está no olhar escondido e nao no sorriso mostrado. A minha essencia, a minha verdade


SoraiaMontes

terça-feira, 1 de novembro de 2011

que dia, rrrr, isto nao tem maneira de passar

Cá estamos, mais um dia mais um mundo em que tive de me aguentar... bem, foi mais facil do que aquilo que imaginava... ok nao me adianta mentir, foi bem complicado. Primeiro começamos por ir ao meu tio, irmao da minha mãe, podem-me chamar fria porque me sinto assim mas nao é algo que me magoe muito... depois fomos á minha avó, ai sim, aí nao foi nada facil manter-me fria, segura e distante do dia que é... a correria dos cemiterios neste dia confesso que me irritam e enojam, as pessoas so se lembram dos seus entes queridos neste dia, acham normal?! eu nao! Mas adiante, ja estou a fugir ao assunto... passei o dia a faze-lo portanto é normal, custou ver o meu pai olhar para a sua mãe com os olhos cheios de lagrimas e saber exactamente aquilo que ele estava a pensar, pois eu pensava exactamente o mesmo: "fazes tanta falta. mudaram tanto as coisas, eu amo-te tanto"... mas é verdade, tudo mudou desde a tua partida, muita coisa perdeu a sua cor, o seu brilho melhor perdeu o teu brilho! Este momento custou-me particularmente, mas tive de conseguir manter-me em cima porque nao era o unico mau momento do dia... depois seguiu-se uma ida á minha vizavó, engraçado daqui foi encontrar a irma mais velha da minha avó falec... e diga-se de passagem é como disse a minha irma "fotocopia da imagem da avó"- eu concordo... e a senhora devia ter percebido que fiquei totalmente vidrada e com um sorriso de menina porque tinha ali a imagem da sua avó a falar consigo contando como era quando era mais jovem, parte que adorei muito sinceramente.
Agora falo contigo meu amor, sei que me estás a ler portanto: depois disto segui com o teu irmao ate ao teu primo A. nao foi facil, primeiro pensei logo em ti, no ano passado estava la contigo e nao com ele... mas nao o podia deixar sozinho nao podia :( o rapaz chorou, acho que ja nao o via chorar desde o dia que partiste o que nao é nada facil meu amor, nada facil mesmo... tentar aguentar-me mas a esforço la consegui, depois a nossa melhor amiga acordou e entao ai consegui recuperar novas forças. è incrivel como ela esta sempre comigo meu anjo é mesmo!
bem nao sei que mais dizer, passei maior parte do dia com ele ate agora, custa bem... ele é em tudo parecido contigo :/
para finalizar peço desculpa porque nao consigo ainda encarar a realidade que agora este dia tambem te pertence e nao te fui ver :( para mim continuas ai e qualquer dia entras-me pela porta dando-me um beijo, portanto para mim este dia ainda nao te pertence. Tu estás em mim....


Por ultimo: Amo-te muito meu amor.
                 Amo-te minha avó.

Estais sempre no meu coraçao,
seja aqui ou noutro mundo qualquer.
Sempre comigo...

SoraiaMontes

domingo, 23 de outubro de 2011

dar valor a quem o tem.


"A vida é complicada"... quantas vezes ouvimos dizer isto? Por vezes páro a pensar nestas palavras e reparo que ao longo da vida repetimos isto milhares de vezes... depois vem a frase "a vida é o que fazemos dela"... e chego á conclusao que ambas as frases sao verdadeiras, mas contradizem-se tanto... e fico sem resposta ao "porquê?".
Procuro no passado a resposta, recordo momentos vividos e lagrimas derramadas, vou buscar o sorriso mais simples á gargalhada mais demorada e apercebo-me que foi tudo tão bom... depois procuro as tristezas, os problemas, as angustias, as lagrimas e faço o balanço de tudo chegando á conclusao que ultrapassei imensas coisas e superei sem ultrapassar outras tantas e chego novamente a uma pergunta: "como?"... volto a procurar a resposta, vejo quem me virou as costas, fecho os olhos e esqueço a resposta antes que derrame lagrimas por quem nao merece mas em contrapartida vejo quem esteve sempre ao meu lado, só encontro uma resposta: tu, melhor amiga! volto novamente á pergunta: "porque o fizeste?" e aqui posso procurar em tudo e mais alguma coisa e nao encontro resposta, é tudo muito abstracto só uma certeza eu tenho: é que quando chorei, estiveste comigo, quando sorri... tu sorriste por me ver sorrir, quando precisei de um abraço, tu deste-o sem olhar para quem nos rodeava ou ate mesmo sem hesitar, quando me senti sozinha e abandonada foste tu que estiveste lá!
Agora pergunto-me novamente: "porque?" e respondo á minha propria pergunta: porque és o melhor que tenho na minha vida, apoiaste-me, ensinaste-me o melhor caminho para me erguer, mimaste-me e limpaste-me as lagrimas quando elas teimaram a cair, mas acima de tudo... fazes aquilo que muitos nao conseguem fazer: aturas o meu (muito e grande) mau feitio sem pedir nada em troca, sem exigencias, sem "mas" a seguir... e isso? Não se agradece com textos, palavras ou simples trocas de presentes mas sim com um grande amor e retribuiçao daquilo que me fazes. Obrigada por nao me abandonares numa das piores fases da minha vida, estamos juntas á 2 anos e tenho a certeza que virao muitos muitos (e muitos) mais, Obrigada por nao me deixares desamparada ao longo destes 8 meses em que mais precisei que me dessem razoes para me manter viva. Porque no fim deste balanço e independentemente de todas as perguntas que surgiram e podem surgir sei que uma resposta esta sempre la: "tu estas comigo e eu nao estou sozinha assim".
Por ti, sou capaz de percorrer o mundo com a certeza que farias o mesmo por mim.
És a melhor pessoa que tenho comigo. E és com certeza a unica pessoa que eu sei que quero, sempre, comigo e ao meu lado. Melhor amiga só tenho uma. Tu!


SoraiaMontes
Obrigada, melhor amiga.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

treino :D

Só tenho algumas coisas a dizer: Voltei aos treinos! Podem dizer o que disserem mas é la que consigo esquecer todos os problemas e todas as ausencias :') e ainda voltei com a melhor ao meu lado como sempre jogamos ;)
Eu voltei a treinar e a defender ehehe, afinal nao sou tao má como ja disseram muitas vezes, ah... e peço desculpa se nao fiz a vontade a alguem e fui contra as opinioes negativas, mas olhem.... paciencia, sou assim :$
EUUUUUU SOU FELIZ NO CAMPO e mai nada :D



SoraiaMontes
sempre o nº 1 :)
estou feliz eheh

terça-feira, 11 de outubro de 2011

:s

Deixei de escrever, nao me perguntes porque, nem o que se passou... acho que perdi a inspiraçao, afinal tu eras a minha inspiraçao. tenho saudades tuas sabes? as vezes todos julgam que estou bem, ate eu julgo que estou bem mas basta um segundo de silencio, um sorriso de um rapaz, uma musica que ja tenhamos ouvido juntos ou ate mesmo um casal de namorados para me vir abaixo e mudar como se nunca nesse dia tivesse estado com um sorriso nos labios. È mau isto, sem ti, sabes? A minha auto-estima desceu, a minha alegria é uma corda bamba terrivel e muito insegura, é tudo muito inseguro. Contigo eu tinha tudo aquilo que necessitava, podia ate ter o mundo em cima dos ombros, mas tinha-te a ti e isso chegava-me. Hoje dependo apenas de mim e as vezes nao é facil.
è possivel voltares para mim, meu amor? eu dava tudo, quase tudo, para te ter novamente na minha vida com tudo aquilo que ja fomos! Amo-te imenso meu anjinho lindo :'s


Jamais te esquecerei


SoraiaMontes

sábado, 1 de outubro de 2011

Olá minha menina linda e pequenina :')

Olá minha pimpolhazinha pequenina e frágil que eu tenho de cuidar a todo o segundo!
Sabes, nunca senti necessidade de escrever para ti, de dizer-te por palavras aquilo que te transmito por gestos e carinhos... Desde que nasceste que nao tens um texto meu, talvez porque as palavras para quantificar a alegria que fizeste surgir na minha vida, á precisamente, faz amanha, um ano, é demasiada. Fizeste-me crescer, aprender a ser uma menina responsavel quando peguei em ti ao colo pela primeira vez... quando peguei em ti ao colo com a pessoa que mais nos ama ao nosso lado, babado, e espero que isso esteja sempre presente na tua memoria... sei que nao iras nunca ter uma imagem precisa daquilo que ele era, daquilo que ele fez e da marca que ele deixou na vida de quem nos rodeia... ele chamava-te a sua segunda filhota sabias? Pois é, minha princesinha. Eras a nossa filhota acabada de nascer e estavas ali ora nos braços de um ora nos braços de outro... Foste sem duvida, a melhor coisa que naquela altura nos podia ter acontecido, nasceste antes do tempo... és mesmo uma Mata, nao fazes nada como todos acreditamos que vais fazer, és pequenina ainda e estas palavras para ti nunca farao sentido, se é que as vais ler... mas sinto-me na obrigaçao de te deixar um testemunho daquela a quem com um sorriso chamas "mainha raia"... palavras que me levam tao la a acima, diria mesmo que me levas a tocar no ceu e pensar que estou a tocar no teu padrinho, nao fosse ele teu irmao e nao fosses tu uma copia dele. Sabes pequenina, olhar para ti e ficar contigo nos meus braços faz-me lembrar todos os dias em que passamos os tres, és mesmo muito parecida com ele... o teu sorriso, o teu olhar, o amor que transmites e ate a tua maneira simples de abraçar... Acredito que vas ser uma mulher fantastica, ja com um ano de vida preenches a vida de muita gente!
Preenches a minha, confesso, conta comigo sempre que precisares e quando leres isto ja provavelmente nao iras querer saber que eu existo, ja nao correras para o meu colo como o fazes agora, ja nao me daras beijinhos babados e seras uma mulher formada e isto se algum dia descobrires este cantinho de alguem que te ama com o coraçao. Apesar de tudo, prometo-te: nao te abandonei nunca e nunca te abandonarei.
Para sempre minha afilhada Leonor :)
Os padrinhos amam-te.

Obrigada, pelo teu primeiro ano de vida, minha princesinha afilhada.



da tua "mainha Raia"
que te ama!

...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Por vezes sai disto :

Estou a desesperar, quero escrever mas as palavras fogem-me por entre os dedos e os olhares como se apenas de vento se falasse. Vivemos num mundo em que tudo está errado, crianças que deviam estar a brincar começam a trabalhar permaturamente, jovens que deviam estudar e viver a sua adolescencia trabalham em prol da busca da felicidade de um futuro que nao promete nem sustente, idosos sao a toda a hora mal tratados, descuidados por vezes pelos proprios filhos, familias ja nao se juntam á mesa para brindarem pelo prazer de estarem juntos mas sim para discutirem o que dizem estar mal, "numa casa sem pao todos ralham e ninguem tem razao", a vida deixou de ter a verdadeira essencia, crescemos depressa demais, somos obrigados pela sociedade a crescer. A tornarmo-nos jovens adultos, mesmo que a nossa idade nao permita tal, somos conduzidos a obrigatoriadade de seguir um contrato qualquer ao qual nao assinamos mas assinaram por nós e temos de viver assim ate chegar ao verdadeiro momento em que nada mais importa, em que desces a baixo da terra, do chao que pisas e te deixas pisar por outros, por vezes por outros que nem sequer conheceste em vida, ai? Já nada mais importa, falem á vontade, gritem, chorem, sofram, pois ja sofremos o que tivemos a sofrer, ja fomos comidos vivos e ja choramos derradeiras lagrimas á espera que alguem tivesse piedade e te estendesse a mão como prova do seu auxilio, sem pedir nada em troca sem grandes confusoes apenas esperamos que se abram os coraçoes e se grite ao mundo apenas uma palavra: BASTA. Basta desta vida, basta deste sofrimento conduzido pelo ser humano ate á exaustao, basta de sorrisos falsos e olhares mentirosos, basta de falsas amizades que no fundo so desejam aquilo que tens e invejam-te pelo que nao teem. Basta de sofrimento, pois so tu tens a capacidade de te erguer. Nao fingas ser aquilo que nao és, nao te escondas por tras de uma mascara e nao vivas sonhando com o dia em que diras basta e partiras deste mundo deixando que te cobram da terra que durante anos te tapou os olhos e agora te tapara o corpo de toda uma realidade que é e sempre sera dificil de enfrentar e so os verdadeiros guerreiros conseguem dizer que foram felizes, tu disseste-o e por isso agora te digo: Parabens! Um verdadeiro guerreiro é ser uma pessoa como tu. Partiste mas seras sempre relembrado e enquanto este mundo nao mudar havera muita gente a desesperar ir ao teu encontro para que assim a paz se faça sentir e as lagrimas parem de ser derramadas e acumufladas pela sociedade que nao entende a dor que é viver da maneira que somos obrigados a viver, por vezes ate pelos proprios pais.
Tu conseguiste e eu admiro-te por isso. ès uma verdadeiro exemplo, o qual eu pretendo seguir. Obrigada por um dia teres pertencido á minha vida, meu amor.


(ps: o meu pc nao tem permitido escrever, desliga-se do nada e a vontade de escrever torna-se escassa nestas condiçoes, desculpem leitores)





SoraiaMontes

sábado, 3 de setembro de 2011

Estou feliz, estou muito feliz! :)

Bem, sinceramente, fiquei algum tempo a olhar para o titulo deste texto, admito que tinha saudades de o escrever! E sabem? Soube bem escreve-lo novamente...
Hoje o dia foi incrivelmente surpreendente... Foi um dos melhores da minha vida, confesso.
Fui á praia, com a minha melhor amiga e com um rapaz que começa a ser bem importante (como se costuma dizer um amigo colorido), tudo aparentava que seria um dia diferente mas julgo que estava longe de imaginar que seria tao bom! Estou aqui a tentar encontrar as palavras certas para escrever mas a verdade é que elas me estao a faltar, so me apetece dizer com todas as letras e de boca cheia que hoje estou feliz, nao me interessa o amanha.
Aprendi, ou melhor dizendo, reaprendi o valor que existe em dar, tudo bem tudo bem, quando recebemos alguma coisa  ficamos felizes, muito felizes ate pode ser que sim, mas dar? quem é que nos dias de hoje tem capacidade de o fazer só porque quer mimar?! Bem eu tive, e digo com a boca cheia de que nao me arrependo de um milesimo de segundo do dia que hoje vivi. Desde a acordar as 7h, com um caminho de 20m a pé ate á central de camionagem para que assim conseguisse estar um dia com uma pessoa que preenche a minha vida por inteiro e outra que começa a preencher tambem, muito mais do que aquilo que um dia imaginei ser possivel, a vida ou o meu coraçao surpreendeu-me e apanhou-me desprevenida, admito-o.
Ofereci algo que ja queria oferecer á bastante tempo, mas o medo e incerteza de que seria uma boa oferta fazia-se sentir bem ate hoje. Lutei contra todos os contratempos que foram surgindo no caminho, explodi varias vezes mas no fim... bem no fim consegui e so isso me interessa realmente... passeamos, rimos, brincamos, sorrimos, coramos, comentamos, falamos mas acima de tudo e uma palavra que tudo resume: VIVEMOS.
Não, não consigo mesmo encontrar palavras para o dia perfeito, e volto a escrever Perfeito, que vivi, finalmente comportei-me como uma adolescente que nao tinha de fingir aquilo que nao estava, que nao tinha de se fazer de forte para que outros nao sofressem, nao tive de sorrir quando nao queria sorrir. Eu consegui ser aquilo que realmente sou, coisa que ja nao fazia á 7 meses... é muito tempo a reprimir o meu verdadeiro eu, mas acho, melhor, tenho a certeza que valeu tanto mas tanto a pena a espera *.*
Sabem aqueles dias em que tudo parece perfeito e todos os problemas teem uma resoluçao?
Pronto estou nesses dias.

Não consigo deixar de pensar no rapaz que mencionei, acho que a "coisa" se começa a tornar seria e o medo começa a ser constante mas a vontade de viver novamente sorrindo como hoje é tao enorme... Opa, estar com ele, falar sobre tudo e nada, molha-lo, brincarmos com tudo e com nada, aqueles olhares intensos que nada dizem,  fez-me relembrar bons velhos tempos, nao com magoa, nao com tristeza mas sim com vontade, vontade de voltar a esses bons velhos tempos. Quem sabe, hoje diria que voltei, hoje conseguiram estas duas pessoas levarem-me ás nuvens só com a simples certeza de que estao ao meu lado, para o que der e vier. Obrigada por este dia fantastico. Venham mais, venham muitos mais !!


Ps: voltei ao que era na escrita, pelo menos neste texto, nao reprimi sentimentos, deixei-me dizer tudo o que tinha para dizer, yes! Espero que estes tempos sejam para ficar, porque eu gosto de estar assim mas acima de tudo:   porque eu mereço!!!



SoraiaMontes

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

para acalmar... e passar tempo, sabe bem

1. Quem é uma pessoa que mudou a maneira como vias algo?
Ana.
2. A que idade pensas que cresceste mentalmente e emocionalmente?
aos 13.
3. Tens irmãos?
Uma irmã.
4. Estás feliz neste momento?
Perguntas dificeis aos 3h da manha? nao me parece
5. Com quem falaste ao telefone na noite passada?
Ana
6. Há alguma coisa a irritar-te neste momento?
Sim.
7. De quem foi a tua última chamada não atendida?
Filipe :x
8. O que te chateia mais numa pessoa?
A mentira, ou dar tampas.
9. Mudaste este ano?
Bastante.
10. O que estás a ouvir neste momento?
"foste tu"- Joao Portugal
11. Estás a falar com alguém?
Não.
12. O que vais fazer amanhã?
Dormir e passear xD
13. Ficas nervosa antes das consultas médicas?
Muito mesmo
14. Qual foi a última cama em que dormiste que não era a tua?
isso agora, nao revelo disso aqui, esta bem?!
15. És do tipo de pessoas que se preocupam com o que os outros dizem de ti?
Estaria a mentir se dissesse que nao.
16. Beijaste alguém este ano que significou realmente alguma coisa?
Só beijo quando significa alguma coisa.
17. Estás a falar ao telefone?
São 3h da manha, achas?!
18. És uma pessoa mesmo compreensiva?
Sim, dizem que sim. ate atingirem limites
19. Quantas horas de sono tiveste a noite passada?
4h.
20. Com quantas almofadas gostas de dormir?
duas!
21. Acordaste a meio da noite na noite passada?
sim!
22. Como te tens sentido ultimamente?
Paciente, ate paciente demais e nervosa
23. Como costumas usar o cabelo?
god, pergunta parva. Solto
24. Tens problemas em confiar?
Muitos mesmo "gato pelado de agua fria tem medo"
25. Pensa no final do ano lectivo, de quem gostavas?
do meu namorado.
26. Como é a tua letra?
Aceitavel.
27. Numa relação, pensas sobre o futuro, ou o presente?
Penso em tudo. no passado para nao cometer os mesmos erros, no presente para que seja o melhor, no futuro pois pensasse sempre.
28. Pensa na última pessoa que beijaste, alguma vez andaste às cavalitas dela?
Sim. :x
29. O que devias estar a fazer neste momento?
A dormir
30. Quando esticaste o cabelo pela última vez?
ha 5h atras xD
31. Achas que algum dos teus vizinhos te espia?
Não.
32. És uma pessoa ciumenta?
muito..
33. Este fim-de-semana vai ser bom?
Depende se conseguir o que quero para Sabado sim senao nao... mas ainda falta uma semana inteira para ele, hoje ainda é segunda
34. És uma pessoa paciente?
As vezes.
35. Chateia-te quando os teus amigos falam dos teus erros passados?
Às vezes as verdades doem ouvir :(
36. É possível ser solteiro e feliz?
Claro que sim! Não ha definiçao de felicidade ela esta nos modos mais simples de se viver e nao tem formula matematica para se resolver com uma soluçao concreta, vai-se construindo e aplicando ao longo da equaçao a que chamam vida. :)
37. Quando foi a última vez que riste mesmo muito e porquê?
Hoje de tarde quando o meu pai dançou de uma forma ridicula na praia xD
38. Qual foi a última coisa que viste na televisão?
Vi hoje o "canta comigo".
39. Tens saudades de alguém neste momento?
A saudade é algo que se tem quando se perde quem se ama, obvio que tenho!
40. A última pessoa a quem mandaste mensagem?
Ana
41. Acreditas no amor?
Depende, ha alturas em que nao
42. Viste a tua melhor amiga hoje?
Não :(
43. Dás-te melhor com pessoas do mesmo sexo ou do sexo oposto?
Os dois. Depende das pessoas.
44. Alguma vez gostaste de alguém e não lhe disseste?
Sim.
45. Estás a perder o teu tempo com alguém?
Quero crer que não.
46. Namoras com a última pessoa com quem falaste?
Nããããõ.
47. És próxima do teu pai? Já fui mais.... infelizmente
48. Há alguém de quem sintas falta de ser próxima?
Sim, ha!
49. Estás mais feliz agora ou há três meses atrás?
Estava mais feliz ha 7 meses atras, serve?
50. Há algum rapaz por quem sentirás sempre alguma coisa, não importa o quê?
Há.
51. Gostas do inverno?
Gosto, mas prefiro o Outono sem chuva!
52. Os teus olhos são da mesma cor dos olhos do teu pai?
Sim.
53. Eras capaz de passar o resto da vida sem fumar um cigarro?
Sinceramente ERA!
54. O que é que mordes mais, a tua língua, lábios ou unhas?
Unhas! Até mete enerva!
55. Qual foi a última coisa que disseste alto?
"pai nao tenho sono. deixa-me estar!"
56. Alguma vez partiste o coração de alguém?
não sei, e sinceramente prefiro até nem saber.
57. Onde foste hoje?
Para a praia +.+
58. Gostas de música country?
nem por isso :x
59. Algum plano para amanhã?
-.-' a vida é feita de planos o problema é quando eles nao passam disso mesmo. mas sim ha planos para amanha.
60. Pões ketchup em cima das tuas batatas fritas ou ao lado?
Não uso :/
61. Consegues dormir sem cobertores a cobrir-te?
Não.
62. Se pudesses mudar a cor dos teus olhos para que cor mudarias?
Não mudaria, vim ao mundo como vim, assim tenho de ser feliz quer gostem quer nao!
63. Com quem foste jantar fora pela última vez?
Com quem nao te interessa...
64. És a pessoa mais nova a viver na tua casa?
Não.
65. Quantas pulseiras tens neste momento?
Três, todas elas com significado.
66. Sentes alguma coisa por alguém?
sente-se sempre alguma coisa por alguem, nao vivemos sozinhos nem alheios no mundo
67. Onde estás neste momento?
Sagrado quarto xD
68. O que há entre ti e a última pessoa a quem mandaste uma mensagem?
uma amizade forte.
69. Achas que aguentarias numa relação durante três meses?
sim, ja aguentei mais.
70. A tua melhor amiga é oferecida?
 não.
71. Alguma vez gostaste de alguém que andava com outra pessoa?
Sim, e os ciumes trazem bastante infelicidade.
72. Preferias namorar com alguém mais alto, mais baixo ou da mesma altura que tu?
mais alto.
73. Quando te estás a preparar para fazer alguma coisa, ouves música?
Maior parte das vezes yap ouço.
74. Se te dizem que "todos os rapazes são players" o que dizes?
a maioria.
75. Se o teu telemóvel tocar durante a noite, atendes?
vejo quem é e depois atendo, se nao for nada de importante ouvem um sermao. custa-me a adormecer e acordarem-me é quase como passar a noite em branco.
76. Achas que vais estar numa relação daqui a dois meses?
acho pouco provável.
77. Alguém gosta de ti?
Gostava de acreditar q sim.
78. Conseguias passar um mês sem falar com a tua melhor amiga?
Não.
79. Achas que és velha?
Yah tao velha, uhuhu, juizo. estou na flor da juventude, 18 anos nao sao nada.
80. Alguma vez pensaste em fazer um piercing no nariz?
NEVER
81. O que estavas a fazer à meia noite?
a mandar mensagens
82. O que é pior: perder o amor da tua vida, ou nunca o encontrar?
depende dos pontos de vista, em ambos os casos ha diferentes tipos de dor. mas penso que "nunca o encontrar" doi mais
83. Se pudesses voltar atrás e reviver um ano da tua vida, qual seria?
2009
84. Alguma vez gostaste de alguém que nunca gostou de ti?
Infelizmente
85. Achas que toda a gente é capaz de amar?
Absolutamente, se se permitirem a tal
86. Qual é o problema número um que tens contigo mesma?
Ter coraçao mole demais.
87. Tens alguma tatuagem?
Não.
88. Alguma vez tens em conta os sentimentos dos outros quando tomas decisões?
Sempre, gosto de alinhar na frase de "nao faças aos outros o que nao gostas que te façam a ti"
89. Achas que alguém está a pensar em ti neste momento?
gostava que sim, confesso.
90. Há alguma coisa que queiras neste momento?
sim e nao tenho ate amanha pelo menos e outras coisas que ainda falta para ter.
91. Precisas de algum som para adormecer?
Já precisei, agora so apenas de estar sossegada e sem pensamentos perturbadores
92. Conheces alguém que tenha sido adoptado?
Não
93. Queres alguém de volta à tua vida?
arrisco-me a dizer: mais do que qualquer outra coisa.
94. Continuas a discutir mesmo sabendo que estás errada?
Não mas dificilmente assumo que o estava. digo simplesmente "ta bem"- o orgulho faz muito
95. Sê sincera, a quem mandaste mensagens hoje?
à Ana, Camila, Marcio, Rita, Tiago e Rui.
96. Estiveste fora de casa mais de trinta minutos hoje?
Tive o dia todo fóra
97. De que cor é a camisola que estás a usar?
Lilás.
98. Há alguma pessoa com quem desejavas estar a passar o tempo agora mesmo?
Sim. ha sempre.
99. És boa a esconder o que sentes?
muito boa. mas ja fui mais
100. Alguma vez sentiste que não eras importante?
há dias em que penso que não valho mesmo nada e me sinto a pessoa menos importante que existe.
101. De que cor são os teus olhos?
castanhos +.+
102. Eras capaz de passar o resto da vida sem beber bebidas alcoólicas?
Acho que não. Talvez
103. Magoar-te-ia ver a pessoa que amas a beijar outra pessoa?
Só nao magoaria se nao a amasse, quem ama nao gosta de partilhas de salivas alheias a nós.
104. Mudas de quem gostas muito depressa?
Não.
105. Queres estar numa relação neste momento?
Tem sempre os seus lados positivos mas nao me vejo capaz de envergar tao cedo por ai.
106. Há alguém em quem gostarias de bater neste momento?
 Há!!! E muito mas é bastante mais velho.
107. Eras capaz de passar um dia sem ver televisão?
sim.
108. A última pessoa que abraçaste alguma vez te mentiu?
Sim.
109. Onde te vês daqui a cinco anos?
Espero que em Braga, ja casada e com pelo menos um filho nos braços :$
110. Alguém te desiludiu hoje?
Não sei se se pode chamar desilusao mas acho que sim, fizeram-no.
111. Desististe de alguma coisa na semana passada?
por incrivel que me possa parecer, acho que nao!
112. Alguém na tua casa tem o mesmo nome que tu?
não, so os apelidos xD
113. Quem foi a última pessoa com quem tiveste uma conversa profunda?
Já nao tenho conversas dessas ha algum, mas com a melhor amiga foi certamente a ultima e unica com quem o fiz
114. Estás stressada com alguma coisa neste momento?
Sim.
115. Como te sentes neste momento?
Confusa, preocupada, nervosa, triste!!
116. Sentes-te frustrada facilmente?
As vezes..
117. O que farias se a última pessoa que beijaste dissesse que precisava de ti agora?
acharia estranho, demasiadamente estranho mas ajudava-o.
118. Confias em todos os teus amigos?
nos meus A-M-I-G-O-S , sim!
119. É fácil fazer-te rir?
as vezes sim.
120. Tens problemas em confiar?
mais do que aquilo que é imaginavel.
121. Já fizeste ciúmes a alguém intencionalmente?
já tentei.
122. Conheces alguém com uma voz tão terrivelmente irritante que nem consegues suportar?
felizmente não.
123. Estás a guardar um grande segredo neste momento?

Sim...
124. Alguma vez alguém te disse que te amava e tu não correspondeste?
Infelizmente sim...
125. Está mais alguém nessa divisão contigo?
Não!
126. Consegues lembrar-te da última vez que gostaste mesmo muito de alguém?
consigo.
127. Como é que as pessoas podem perceber que estás de mau humor?
fico super irritante e chata... ou entao estou bem mais lixada e ai consigo manter uma capa de que estou super bem...
128. Tens planos para amanhã?
so a de uma consulta qe me mete medo.
129. Tens saudades do teu passado
nem imaginam o quanto..
130. Qual foi a última bebida não-alcoólica que tomaste?
ice-tea xD
131. Onde estiveste pela última vez?
Queres saber  mais que eu.
132. O teu coração consegue perdoar e esquecer?
perdoar sim, esquecer tem dias.
133. O que fizeste na noite de Sábado?
dormi! e que bem que me soube.
134. Preferias desistir do computar ou da TV?
Da  TV.
135. Passas a vida a usar a palavra "amar"?
Não.

136. És um destroço emocional?
tem dias.
137. Amanhã vai ser melhor que hoje?
espero que sim.
138. Ainda falas com a pessoa com quem andavas há quatro meses?
Não da maneira que desejava mas sim.
139. És simpática para toda a gente?
não.
140. Quem foram as últimas pessoas com quem saíste?
Com o meu miudo e a minha m.a
141. A primeira pessoa com falaste hoje é homem ou mulher?
mulher.
142. Uma coisa que te faz sempre sobreviver todos os dias?
Uma promessa feita e a esperança de que amanha sera melhor
143. Ficas desconfortável quando te elogiam?
aparentemente sim, mas cá no fundo é sempre bom ouvir.
144. Há uma noite que porias em repetição e viverias para sempre?
SIM!
145. Achas que duas pessoas podem durar para sempre?
No nosso coração é possivel. basta amar


Ps: este desafio foi feito em  duas noites ;)

SoraiaMontes

terça-feira, 23 de agosto de 2011

estou cansada :(

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH



ESTOU CANSADA DE VIVER ASSIM.
Um dia novo é sempre = a um problema novo!

porra! quando é qe esta vida acaba?? QUANDO?


JA CHEGA NAO AGUENTO MAIS!

Foi á um ano atras.

Faz precisamente um ano na sexta-feira que ficaste totalmente feliz e receoso porque a tua escola de surf, sim, a escola em que fizeste a tua primeira aula de surf ia dar uma festa na praia com surf á mistura! Lembro-me tao bem da tua cara na janela a pensar se devias ou nao ir.. do teu olhar triunfante e confuso, dos teus olhos pequeninos de quem lembrava uma pessoa especial e de quem nao sabia o que fazer... muitas vezes nesse dia te questionei porque estavas assim... sabia que querias fazer alguma coisa mas a coragem faltava-te. Ao fim do dia continuavas pensativo, voltei a questionar-te e agarraste-te a mim com uma força incrivel... continuava sem entender o porque... porque estavas assim... porque aquele abraço com tamanha intensidade. Ate que finalmente me dizes que ia haver uma festa na praia, continuei sem saber o que tinha de tao especial para ficares assim, continuava contigo no meu ombro e com a impressao que choravas, ate que finalizas: "aprendi a surfar numa escola á muitos anos com o meu primo e hoje vao dar uma festa na praia". Estava explicado! Tentei confortar-te e acabamos por ir á festa. Fogueira, comes, bebes e musica ambiente.  A melhor festa, este ano volta-se a realizar e tu ja nao estas presente para ir... é impressionante como num ano "tudo muda, tudo passa, tudo tem o seu avesso, fragil é a memoria da paixao". Meu amor, estas ausente mas bem presente comigo.

Ps: o teu irmao vai!

Amo-te meu amor perfeito

SoraiaMontes

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Não o fazem

Há tanto para dizer e poucas palavras para o fazer...
Tenho pensado muito na minha vida, pensado para mim... porque como costumo dizer "quanto menos souberem da minha vida menos pontos teem para me deitar abaixo", é uma grande verdade sendo as pessoas interesseiras e más ao ponto de esperarem uma recaida tua para ainda te puxarem mais para o fundo, para o abismo. A mim nao me arrastam! Não enquanto eu nao o permitir, sempre fui de encontro áquilo que me mostraram ao longo do percurso da minha vida, segui os meus ideais, fui feliz consoante aquilo que consegui obter. é disso que mais me orgulho em mim! Vivo e tenho porque luto... ainda agora tenho de lutar pela carta, o meu segundo maior desejo na vida. è verdade que para ela vou ter de trabalhar... mas nada neste mundo nos cai do céu... enfim... as vezes a vida torna-se bem complicada para quem nem um terço do que lhe acontece o merece. Quero voltar a jogar futebol, mas o medo do passado é tanto que nao sei se sou capaz, marcaram-me como nada na vida me marcou até agora... quero voltar a ter um objectivo a curto prazo para cumprir. quero que puxem por mim, quero que a vida me "Obrigue" a sorrir, quero... em suma, ser aquilo que ja fui..
e sabem que mais? eu sei que vou conseguir, porque sou uma Montes, ninguem derruba podem incendiar mas ate das cinzas se renascem!
Não me deitam ao abismo. eu nao deixo tal acontecer. Tenho dito


SoraiaMontes

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Parabens a mim :D



pois é, hoje faço 18 anos ehhhhhhh xD
muita gente me dá os parabens por ficar mais velha!! vai-se la entender este mundo ahaha

terça-feira, 9 de agosto de 2011

17 anos

Bem bem bem bem e bem...
Ando á dias para tentar escrever este texto e acho que o facto de pensar tanto me esta a bloquear, ideia essa que nao gosto. Por isso comecei-o ainda sem saber se irei conseguir dizer tudo aquilo que quero, mas tambem á muito que nao escrevo dessa maneira, muita gente ja reparou que mudei a minha maneira de escrever, condiciono mais facilmente os sentimentos, nao digo tudo como me vai na alma, tudo porque perdi a pessoa que ca vinha ler diariamente e nessa altura é que escrevia tudo sem medos sem receios sem meios termos, porque a ele eu nao tinha nada a esconder e resumindo é como se ao escrever aqui o estivesse a fazer para ele... mas as coisas mudaram... antigamente sentava-me na cama, apagava as luzes, abria a janela e punha uma musica um tanto ou quanto baixa para relaxar e deixar as maos fluirem no teclado, hoje isso nao aconteceu... mas mesmo assim estou a tentar, nao me interessa se alguem vai perceber a enorme confusao que vai dentro do meu ser, nao me interessa se vou ter comentarios e muito menos me interessa se alguem vai ler isto... estou a escrever aquilo que o meu pensamento esta a transmitir ao cerebro. E agora vou começar aquilo porque aqui vim tentar fazer:
Não sei se sabem, mas sexta feira completo 18 anos de existencia. Burocraticamente sou considerada "Adulta", pessoa responsavel pelos seus actos, boa!
Porém, para mim, isto é tudo uma valente Tanga, somos sempre responsaveis pelos nossos actos, ponto!
Vou directa ao assunto que me fez pensar durante dias, o balanço destes 17 anos ja vividos... principalmente do ultimo... para quem me conhece á muito tempo e está a par de tudo o que me aconteceu sabe de ante-mao que este ano nao foi de todo facil para mim, vivi e encarei situaçoes que nunca mas nunca uma rapariga de 17 anos devia viver, começamos logo por outubro, pois foi ai que um senhor ditou a minha meta final no mundo do futebol, como guarda-redes, porque aparentemente nao tenho condiçoes fisicas, foi um grande choque para mim pois dei tudo o que tinha a dar áquela equipa, dei muito de mim e do que sou... depois em dezembro/ janeiro (aproximadamente) soube que o meu namorado tinha uma doença grave... bem grave... o que me faz passar com ele, semanas passadas no hospital, consultas, internamentos, etc etc... pelo meio disto tudo existiram discussoes, zangas, momentos em que precisava de ser apoiada mas em vez disso apoiei... enfim... em Fevereiro o que menos esperava aconteceu, ele ...., uma magoa que ainda hoje nao acredito que aconteceu... dói-me a sua ausencia, a falta das suas palavras, o sentido que dava á minha vida com o seu sorriso, boa disposiçao e espirito de luta apesar de tudo o que acontecia, nunca baixou os braços, nunca desceu a auto-estima, nunca se mostrou fraco a todos os olhares que lhe lançavam de pena, ele é um HEROI.
A sua partida foi bem dolorosa, digo mesmo que metade de mim partiu com ele, ainda hoje acho isso.
Encarei tudo e ajudei quem tinha de ser ajudado, apoiei-me na certeza de que era impossivel ter-me abandonado, todos estavam errados excepto eu, infelizmente nao é bem assim... Houveram ainda discussoes por coisas estupidas, zangas censuraveis e dissabores que nao me apetece falar, porque mexer nas feridas dói.
Tive tambem pessoas que se declaram e declarei-me a uma pessoa que ja amei, confundi sentimentos e deixei-me envolver por novos, criei novos amigos, reconquistei outros tantos e perdi uns quantos tambem.
Mas apesar disto tudo, eu consegui em certos momentos, em certos pedacinhos de vida, em certos minutos, horas e dias ser feliz, porque quem realmente me ama esteve la, os abraços nao ficaram por dar, os beijinhos nao se perderam e as palavras de conforto nem sempre me faltaram. consegui e consigo sorrir, porque tive uma vida repleta de pessoas com quem posso contar, em quem posso confiar  mas acima de tudo tenho amigos e familia que estao comigo para o que der e vier!

Sao 17 anos de alegrias, tristezas, amor e desamores, sorrisos lagrimas de felicidade e de tristeza, abraços e estalos psicologicos, vivi, perdoei, menti, encarei, superei, enfrentei, sorri e chorei mas acima de tudo CONSEGUI ir de encontro, sempre, áquilo que sou!

Venha um ano mais facil, esta bem? é que este deu comigo em maluca!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Isto mata!

Está escuro aqui sabes? Está muito escuro, é verdade que passo a vida a lamentar-me da tua ausência quando na verdade nao é apenas e somente ela que me assombra. Estou, neste momento, cansada, exausta, estafada, na ponta do abismo... Não consigo controlar-me como tantas vezes te prometi que o faria, quero aqui ir ao fim da questão: tenho medo de viver!
É, estás a pensar que sou estranha, porque na verdade o sou mesmo. Mas pensa comigo.... se morresses o que te acontecia? Nada, acabavam-se os problemas, as complicações, os disses disses das pessoas, acabava-se com as situaçoes embaraçosas, ponto! Deitavam-te num buraco de terra escavado com as proprias maos de humanos quando em vida nos fizeram tao mal e poe assim um ponto final atirando-nos terra para cima. Acaba ali um ciclo de vida, a verdade é que fazem o mesmo que te fazem enquanto és viva: deitam-te terra para sobrecarregar os teus ja tao carregados ombros,  "atiram-te areia para os olhos" é assim que tens de viver nao é?! Meu amor, explica-me como se fosse uma criança ainda deitada no teu peito á espera daquele afecto teu e só teu, pois esse nao era comentado, nao era julgado, como posso viver nao te tendo? como consigo enfrentar o dia a dia sem aquele tem aconchego ternuo, sem aquela palavra de que amanha vai ser melhor. Estou tão lixada! Devia ter ido eu em vez de ti... tu sim, nao te deixavas influenciar pelos outros, vivias a tua vida como bem entendias.
"falaram mal de mim? a sério?! fixeeee, sou melhor que essas pessoas porque o que tenho a dizer digo na cara"- é verdade, mas nao deixo de dar importancia, nao consigo! Isto afecta-me, isto magoa-me, isto faz sangrar o ja tao fragil coraçao! Isto MATA-ME...
Desculpa por te desiludir meu amor, meu unico amor, eu disse-te que ia ser feliz por ambos mas não consigo, não consigo assim.


Ps: falta uma semana para o meu aniversário e eu estou completamente disposta a cancelar tudo e olha passar o dia na cama! Não consigo suportar nenhuma mascara de felicidade, nao consigo estar bem. Nao com tantos problemas!
AAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH! puto e avó tirem-me daqui. Levem-me para a vossa beira!

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

desabafo#9

Porquê? porque comigo, porque é que sinto este vazio que teima em nao se preencher, porque é que agora nao consigo ser optimista quanto ao futuro, nao consigo ser feliz. totalmente feliz...
Estou cansada sabes? Cansada de aguentar tudo, de superar tudo, de conseguir manter a porcaria de um sorriso falso sem sentir qualquer tipo de alegria a abarcar o meu ser! Não chega de problemas? Todos os dias aparece um novo, as alegrias essas extinguiram-se á muito tempo, pergunto-me: porque?
Não mereço tambem eu ser feliz? Foi para isto que nasci?! se foi quero morrer ja!
Acabou. Estou cansada! 

Não consigo viver assim, desde a tua partida que nao escrevo como escrevia, nada me sabe como quando ca estavas, quero la saber do que os outros dizem... que estas comigo, que tenho de seguir em frente, que tenho de viver, que tenho de me divertir, que consigo superar as coisas.... NAO CONSIGO. Eu ja nao sei viver, deitam todos os meus sonhos e esperanças por agua abaixo sem sequer pensarem que me estao a magoar, cansei-me disso... cansei-me de tudo, cansei-me de viver!
Estou cansada!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Alta definição!

Nome?  
Soraia Montes

Idade?
17, faço 18 dia 12 de agosto :D

Gostas de?
Dos meus amigos, do meu namorado (....ha quem entenda....), gosto do por-do-sol, do amanhecer, de ficar acordada ate as tantas, de acordar cedo, de futebol, de camisas *.*, de ver os meus amigos felizes, de televisao, de escrever, de rir, de chorar a rir (adoro), de mimo, de abraços sinceros,  conselhos na hora certa, gosto de me sentir amada e de amar, gosto que me deem valor, gosto de agradecer, gosto de cantar e dançar embora nao tenha jeito nenhum para isso, gosto de ser feliz.

Não gostas de?
Não gosto de ver chorar, nao gosto de lutas, odeio ver pessoas zangadas, odeio discussoes, nao gosto de mentira, nao gosto de falsidade, nao gosto de musicas so barulho, nao gosto de criticas que nao sejam construtivas, nao gosto que mandem em mim, nao gosto de falsas esperanças, nao tolero que me deixem á espera, nao gosto de esperar, nao gosto de lentidao, nao gosto de chorar, nao gosto de machismo.
nao gosto de nao gostar xD

Quais são os sons da tua infância?
-a voz da minha avó *.*
-o som do mar

A que cheira a tua infância?
-cheira ao mar
-cheira a campo, a terra.

O que mais te marcou?
- a morte da minha avó, um dia antes da passagem de ano.
-ter cometido uma enorme asneira com uma pessoa, nao torno a faze-lo! Nunca.
-ter andado pela primeira vez de mota, aquela sensaçao de liberdade é estrondosa!
- a partida (morte) do meu namorado á 5 meses.
- certas pessoas (principalmente avó, namorado e sem duvida, melhor amiga)

O que gostas mais em ti?
- o facto de conseguir ser fria, resumindo e simplificando: alheia aos meus sentimentos para que assim ajude os outros. Saber sempre quando os meus amigos nao estao bem apenas por simples palavras ou gestos, saber colocar sorrisos. e os meus olhos :$

Ser filha é o quê?
È amar e ser amado, é aceitar a opiniao dos pais mesmo que nos magoe, é sobretudo perdoar e amar incondicionalmente.

O que tu és hoje, já nasceu contigo?
De modo nenhum, tudo aquilo que hoje sou foi sobretudo construido pelos meus avós paternos, pelos meus pais e por demais pessoas que entraram ao longo da minha vida nesta, ao longo de cada conquista e sobretudo de cada queda fui construindo a pessoa que hoje me apresento, a personalidade é assim vai-se moldando ao longo da vida e conforme a forma que vivemos.

Já desististe de algum sonho?
"o sonho comanda a vida", é uma verdade e algo que tento sempre manter aceso no meu pensamento, nunca desisti de um sonho mas ja me obrigaram a desistir do mais importante, ser guarda-redes, embora acredite que nao desisti dele pois por ele continuo a lutar.
Por isso a resposta mais acertada é nao.

Gostas de te ouvir?
Absolutamente que nao, nao gosto da minha voz.

O melhor de ti está visível?
para quem merece posso dizer que está!

Olá ou Adeus?
Olá, adeus diz-se a quem morre

Heróis ou Viloes?
Heróis.

Drama ou Comédia?
ambos

Devagar ou depressa?
Devagar se vai ao longe por isso: devagar!

Proibido ou Obrigatório?
Obrigatorio

Traças o teu próprio caminho?
tento, mas ha sempre atalhos e acontecimentos que nao traçamos mas acontecem

O que aprendeste na vida?
que ela é dificil, por vezes é complicado agarrarmo-nos a uma pessoa e depois o medo de a perder torna-se constante, que errar todos erram ha é que saber perdoar e seguir em frente, nao temos tudo o que queremos mas podemos sempre lutar ate obter.
Que o passado é passado, o presente aproveita-se no futuro pensasse.
como ele dizia: "a vida é como o surf,depois de apanhar o jeito, nao queres outra coisa"

Arrependeste de alguma coisa?
Sim... mas quem é que nao o faz?!

Quando apontas o dedo?
Quando as atitudes chegam aos meus limites, quando me magoam mesmo á seria, senao deixo andar

Acreditas no destino?
Não!

Tentas perceber o outro?
Sempre.

Tens um lado pior?
quem nao o tem... atire a primeira pedra.

Perdes quando a razão?
Quando faço coisas piores do que o que me fizeram. mas tambem quando a perco sei pedir desculpa e nao me custa faze-lo

Saudades de quê?
- das duas pessoas mais importantes e que mais influenciaram, mudaram e encheram a minha vida.
- da minha infancia!
- de jogar futebol

Pessoa(s) para eu conhecer?
-ate dizia a minha melhor amiga mas naooo.
-o meu primo Miguel e a minha afilhada :D

Porquê essa(s) pessoa(s)?
-porque sao tres pessoas que preenchem neste momento a minha vida por completo, tornam-me feliz e fazem-me sentir amada, acho que é tudo o que um ser humano precisa para ser feliz!

Foges do medo?
Nao, tento enfrenta-los.

Ao longo do caminho tiveste dúvidas?
Temos sempre, toda a gente as tem...mas o melhor é ultrapassa-las!

Estás a viver tudo o que queres?
Nem por isso, ha cinco meses atras que isso se tornou dificil

O que dizem os teus olhos?
Sinceramente?! que ja sofreram muito mas que ainda tem muito para viver mas acima de tudo lutar.
Dizem principalmente que amam as pessoas que me acompanham e me preenchem.
"tudo o que é realmente nosso nunca deixa de o ser".



SoraiaMontes

Dia dos avós!

Hoje é o vosso dia, digo de passagem que deviam ser todos, mas nunca nada é como deve ser!
Posso dizer que foram os meus avós paternos praticamente que me criaram e de certa forma ajudaram a ser aquilo que hoje sou: uma pessoa equilibrada, apaixonada pelo campo e pela praia á noite. Tudo isto e toda a minha personalidade é de voces que herdei. Hoje recordo o passado com grande magoa mas tambem grande e saudosa alegria, foi em dezembro que partiu a minha avó paterna, foi ha 5 anos no ultimo dia de dezembro que metade do que sou se perdeu, tornei-me vulneravel dependente dos seus conselhos e palavras perdidas no silencio da sua casa, hoje nao mais tenho essas suas palavras que ecoavam o coraçao e seguiam directamente para o pensamento. Hoje vivo-as com as que guardei no pensamento e sou muito feliz, tornei-me forte tal como sempre desejaste minha avó, nao abandonei o avô nem tenciono nunca faze-lo. Apesar do seu grande mau feitio, sei que no fundo me ama tal como me amou sempre, foi convosco que fui e sou feliz e hoje? Hoje é so o vosso unico dia do ano quando para mim sao todos, pois do pensamento nao saem nem sairam nunca!
Agradeço-vos aos quatro por me acompanharem sempre no meu crescimento que está quase a ficar ainda mais crescida (ahaha) ja nao sou a bebe raia, aparentemente, porque no interior serei sempre mas sempre a vossa menina, a vossa bebe raia, a que corre para o vosso colo e deita a cabeça nas pernas da avó á procura daquele mimo reconfortante e animador para enfrentar aquilo que por vezes dói, o futuro!

Um grande e muitissimo sincero Obrigada!

Adoro-vos


SoraiaMontes

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Odeio a crise xD

Bem o meu aniversario está a chegar e com ele vem a magoa da tua ausencia vincar-se ainda mais no meu peito, nao só farei eu 18 anos como fariamos nós 1 ano de puro namoro verdadeiro e unico. Não sera assim como sabemos e isso dói muito, passamos por tanto e de nada valeu. A verdade é que farei tudo como tu querias e sempre pensaste que seria, sim vou para um restaurante com os amigos mais proximos e depois sigo para um bar qualquer... tenho quase a certeza que o meu corpo estara la mas o coraçao esse andara a milhas de distancia. A verdade é que fui surpreendida por pessoas que aceitaram logo o convite, assim sem pestanejarem e essas encheram-me de uma alegria entusiasmante, a nossa melhor amiga tambem la estara... será uma noite diferente sim sei disso, mas mesmo assim o teu vazio estara ca!
Tenho de seguir certos rituais, como ir á minha avó... apesar de ter partido como tu, nunca deixei de la ir e nao sera este ano que irei falhar nisto... pequenino sinto tanto a tua falta, tu nao tens noçao do quanto isto é duro. ate a capacidade de escrever eu julgo que estou a perder... já nao tem tanto sentido tu nao estaras ca...
Afinal uma coisa é certa sempre desejei os 18 anos, ehhhhh, nao para ter a independencia, nao para ter o acesso facil ao alcool e tabaco, simplesmente para ter a carta e agora que estou a um passo de os ter... bem agora nao ha dinheiro para a carta porque como muitas vezes ouço e digo "a crise afecta a todos" e os meus pais nao sao excepçao. portanto duas opçoes ou espero ou vou trabalhar para a ter, treta!
Veremos como será, so espero que tudo isto valha a pena e eu no fim diga que tinhas razao, era o melhor a fazer! Não é o que penso que va acontecer, sinceramente nao é...
Eu queria-te a ti... sera que valerá a pena?


SoraiaMontes

sexta-feira, 15 de julho de 2011

sou rapariga e amo jogar futebol. ponto!

Hoje estava eu nos meus momentos de lazer em frente ao computador, mais propriamente no meu facebook quando reparo num comentario realizado por um senhor, que passo a citar:
"..o que fazer com os Pais que não deixam jogar as suas filhas futebol?", comentario esse que me deixou a pensar se deveria ou nao responder-lhe, nao estava a "escrever" para mim, nao me devia meter, mas o amor ao futebol mas acima de tudo por ser rapariga começou a escrever, a verdade é que estava mesmo inspirada e acabei por lhe responder da seguinte forma:
"O melhor que se pode fazer a esses pais é fazer com que entendam que a pratica de desporto é essencial no crescimento e desenvolvimento de uma pessoa em qualquer idade (propria), tendo em conta que no futebol nao se aprende apenas a jogar...mas ensinam tambem outros valores como o espirito de luta, sacrificio mas acima de tudo de grupo.

O futebol, diria eu, é um desporto como outro qualquer, por vezes ainda menos perigoso que alguns existentes todavia, acontece ser nesses mesmos que os pais facilitam a sua frequentaçao, o que é de todo errado, visto que ha muito tempo que o futebol deixou de ser "um desporto para rapazes". Diria eu, como experiencia, que o futebol exige muito de nós: entrega, dedicaçao, empenho, capacidade de ultrapassar grandes adversidades porém vale a pena quando o amor é muito!
Por isto e por muito mais finalizo a perguntar: porque haverao os pais de proibir algo que ajudara a sua filha a ser uma melhor pessoa, com mais garra e acima de tudo felicidade por praticar aquilo que deseja? afinal os pais nao devem apoiar os objectivos dos seus filhos?!"
E assim fiquei a rever o meu comentario ja escrito e enviado... penso que por vezes ao escrever com o coraçao consegue-se transmitir as palavras certas... tenho apenas 17 anos e 11 meses mas nao há nada nem ninguem, que me aponta o dedo por ser rapariga e me tira este bichinho de jogar futebol. digam o que disserem façam o que fizerem. nao me movem!
Sou rapariga e amo jogar futebol...

SoraiaMontes

domingo, 3 de julho de 2011

E Se Fosse Comigo?

Ontem foi um dia cheio de surpresas, primeiro porque esperava uma tarde um pouco (muitooo) estranha, estaria num ambiente diferente com pessoas com quem pouco ou nada me dou... mas isso faria feliz uma pessoa que me é muito por isso lá teria de ser, quanto mais caminhava mais as minhaas pernas tremiam e o coraçao apertava de tal desconhecimento do que se iria passar, realmente aquela nao era eu!
Após lá chegar, comecei a ambientar-me, a tentar descontrair... la consegui e foi melhor do que estava á espera, muito melhor!
Em varios momentos do dia pensei como seria se fosse eu a ser surpreendida daquela maneira... sei que nunca ira acontecer, os meus pais nao estao para isso, a crise afecta a todos e na cabeça deles eu so quero um jantar com amigos e depois uma ida á discoteca, que errados estao!
Na verdade sou uma pessoa muito ligada á familia e por isso gostava mesmo muito se me fizessem algo como ontem fizeram a uma pessoa que me é muito, é certo que ajudei mas a iniciativa veio por parte da mae/pais dela... sinto-me uma pontinha de magoa... a minha familia nunca me faria isto... (eu ja choro e a culpa é deste texto estupido).
ás vezes desejaria que ainda ca estivesses, meu amor, vivo e com a alegria que sempre possuiste! Contigo ca eu podia nao ter festa nenhuma mas pelo menos teria-te a ti para me aconchegar no teu ombro e sentir que eras meu, tanta coisa mudou... neste momento estou sem carta (nao ha dinheiro), sem familia unida, sem os meus pais saberem o que realmente me faz feliz e o que quero, as vezes queria que eles nao tivessem a noçao que cresci... pois ai veriam que a minha boca diz que nao quer festa mas os meus olhos relatam o contrario...
As coisas mudam...
E os meus 18 anos estao a chegar e eu? Bem amor, a tua saudade nao me deixa ter forças para fazer algo e no fim levar cortes atras de cortes.. Talvez fique por casa, porque afinal? São os meus 18 mas pouco significado irao ter, masssss a vida continua...
(com incapacidade para escrever mais... acabo isto depois quando secar, ou ate nao, o que esta feito esta feito)


SoraiaMontes

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Talvez um dia

Não consigo compreender a vida, quer dizer... Não consigo compreender nada. Por vezes começo o dia com uma pacividade tremenda, tento esquecer tudo aquilo que me atormentava, magoava e entristecia na noite anterior, afinal "passado é passado" mas nem sempre ou melhor nunca é facil. Quando o consigo e bem passam horas desde que me levantei e as coisas ainda continuam calmas, a casa está so para mim por enquanto, faço o que quero mas nao tenho o que desejo. Falta-me o meu mundo!
As horas vao passando e ja muita coisa eu fiz, nao com a vontade de outrora mas foram feitas. Chega a minha mae e por vezes os problemas começam. A nossa relaçao é conforme as luas...
Maas quando tudo parece estar bem, algo que de muito mau acontece, ou entao aparecem os pensamentos que atraiçoam a paz, afinal o passado nem sempre fica onde devia.
Pois é, nada é como devia. E isso cansa! preciso de sair deste ambiente, preciso.... preciso que me tirem daqui. preciso de ferias divertidas com amigos, aqui nasce o problema, onde estao os amigos e as autorizaçoes para sair? Continuo aqui, á espera de um milagre, talvez um dia.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

ausencia

As aulas acabaram e agora aproxima-se a passos largos o exame, sim este ano so tenho um. Por isso vou-me entregar inteiramente a ele e espero que seja desta que a concentraçao nao me atraiçoe e consiga finalmente acabar o 11º ano e fisico-quimica. Acreedito que sim. por estas e por outras: Ate breve

segunda-feira, 6 de junho de 2011

It's the life.

Este texto está a custar começar, tenho os pensamentos baralhados, completamente misturados uns com os outros e nao me permitem ter precisao daquilo que quero transmitir.
Ultimamente tenho pensado e repensado a minha vida, num ano muita coisa mudou.
Em Dezembro de 2010, julguei que 2011 seria muito mas muito melhor, teria mais alegria, mais vida, mais amor, deixaria para trás tudo o que aconteceu com a equipa, deixaria para trás o fracassado ano escolar que tive, as discussoes... tudo o que era mau ficaria em 2010 nao transitaria de modo algum para este ano que ainda decorre, mas... a verdade é que tudo aconteceu exactamente o contrario. Tanto isto se transitou como ainda tudo se agravou. Os problemas continuam, a turma sinceramente... não sei qual das duas é a mais desunida, se a do ano passado ou a deste, "perdi" a pessoa que mais amo, apareceram problemas familiares onde nunca tinham surgido, descobrimos que o meu pai tem uma doença que o condiciona bastante, fomos afectados pela crise, como todos os portugueses, deparei-me com mais carga sobre os meus ombros quando ja nem com a que tinha era capaz de carregar.
Porém, sei que existem vidas piores que a minha, existem problemas maiores que os meus e mais dificeis de superar.
Talvez seja isso que me dá a força que necessito, a liberdade mental que tento ter, o poder de nao desatar (sempre) em lagrimas, o poder de um sorriso verdadeiro, um olhar meigo e um abraço sentido. Hoje, e nao só hoje, tenho problemas como todos temos, mas tenho e sei com toda a certeza da minha vivencia que terei, sempre, uma rapariga que apesar de todas as magoas que lhe possa (ja) ter dado, apesar de todas as quedas, todas as palavras nao merecidas que ja leu e ouviu, todo o mimo que devia de ter dado e nao dei, um abraço naquela altura certa que ficou por dar.
Eu sei, sei que estará sempre comigo, ela mo prova em todos os seus gestos, em todo o amor que transmite em cada palavra, eu tudo o que faz por mim.

Hoje digo e direi sempre que tenho a melhor amiga do mundo... Porque apesar de tudo o que eu fiz e deixei por fazer é ela que continua ao meu lado, é ela a unica pessoa com quem eu sei que posso confiar.

Mesmo com as desilusoes, os afastamentos e a frieza que a vida nos faz ter, continuamos unidas e invergaveis... a nossa amizade é imperdivel, é insubstituivel, é inquebravel.
É ACIMA DE TUDO:
NOSSA!


SoraiaMontes
Para sempre, minha menina, para sempre a minha melhor amiga.



Ps: nao consigo comentar o blog de ninguem, não sei o que se passa.




..

quarta-feira, 1 de junho de 2011

deixar de acreditar nao é um objectivo, é uma meta a ultrapassar

Amar é sonhar,
é acreditar num mundo
poderoso mas nao ambicioso.
é realizar quando nao
nos impedem de acreditar,
é viver quando nao podemos sentir
é ser feliz quando a
tristeza está por um triz.
é apoiar e é mostrar
que para sempre vamos amar!

Amigos? ja o disse aqui uma vez que temos poucos, uns passam marcam e fogem quando precisamos deles, outros passam e nem sequer teem intençoes de nos marcar, simplesmente estao de passagem. Somos conduzidos a uma profunda inquietaçao sobre com quem realmente podemos contar. Isso chega-nos a marcar muito na nossa infancia e depois adolescencia, chegando á idade adulta com o receio de que amizades nao existem. Deixamos de acreditar nelas, devido ás profundas marcas que nos fazem! Somos magoados e rejeitados enquanto novos e mais tarde seremos nós a rejeitar e a magoar so porque, simplesmente, deixamos de acreditar.

Hoje ainda sou capaz de dizer, façam o que quiserem mas sei que pelo menos ainda terei duas ou tres pessoas que o tempo pode passar mas nao é esse que nos vai separar. Deixar de acreditar nao é um objectivo é um obstaculo para ultrapassar.




SoraiaMontes.

sábado, 28 de maio de 2011

desabafo#7

Há bem pouco tempo descobri que amigos? Conto-os pelos dedos e ainda para mais estes mesmos dedos da mão sobram para os contar. Foi mau demais, ter chorado e as pessoas simplesmente, estarem-se nas tintas para mim, sim! Ninguem quis saber de nada, nao se limitaram sequer a perguntar-me se estava bem, salvo duas ou tres excepçoes!
Sinceramente isto magoou-me afincadamente, partiu o meu tao fragil coraçao. Descobri que sou indiferente para muitos que ate pensei serem meus amigos. Afinal so sirvo para "pegarem" comigo quando estou com um falso sorriso na cara.
Logo depois dessa mascara cair, nenhum foi capaz de me dar uma mão, um ombro, uma palavra. Fosse o que fosse, nada foi dado. Um dia isso eu vos retribuo. :'(

Obrigada por nao me apoiarem! Fizeram-me ver os verdadeiros amigos/colegas que tenho!


Uma informaçao extra: a razao do meu choro na escola, nao eram saudades era novamente um assunto bem grave! A morte tem sido como uma sombra na minha vida, persegue-me. Não aconteceu, mas ameaçou.


...

quarta-feira, 25 de maio de 2011

confissao #1

Tenho um sonho, um sonho dificil de realizar porque depois de se concretizar é para toda a vida.
Não é desejavel realiza-lo com todas as idades muito menos aconselhavel...

É preciso muita entrega, amor, carinho, esperança, afectos, saber dar, saber receber, saber dizer não e saber distinguir entre ser sempre nosso e o estar sempre connosco.
È por isso necessario tambem saber deixar voar quando for altura e saber cuidar quando nos for necessitado. Este sonho, nao o posso realizar sozinha, mas espero estar acima das minhas expectativas, sim! porque este sonho... eu nao o vou realizar para o outros, vou faze-lo porque amo demais para ter capacidade de tal entrega, nao para já, nao amanha.. mas daqui a 2 anos, talvez menos talvez mais. Dizem que estou a pensar nao viver, pensando como penso. Mas para mim viver vai ser quando realizar este desejo. Este acto de amor que é... pois isso, que será que é que falo?
Digo aqui sem qualquer medo que seja condenada e me apontem o dedo, creio tambem que ninguem o fará mas nunca se sabe o que a sociedade nos reserva nos dias de hoje:
Nem toda a gente sabe aproveitar a alegria de realizar isto, nem toda a gente sabe amar o que é seu.
Na verdade nem eu sei se serei capaz de o fazer, mas que desejo... isso sim desejo muito. Não ha algo mais genuino na vida e numa mulher do que... Ser mãe!
Seja filho biologico ou adoptado, desde que o amor esteja lá, tudo o resto é acessorio.
Um dia eu realizarei este sonho: Ser Mãe.
E isso ninguem me muda de opiniao, este eu vou lutar contra tudo e todos, porque um dia? Uma criança será minha. Irei viver a alegria de ter o meu filho nos braços e dizer que finalmente deus me deu o que sempre desejei.
Acabam depressa com os meus sonhos, mas este faz parte de mim, nasceu comigo este desejo.






SoraiaMontes



...

sexta-feira, 20 de maio de 2011

desabafo#6

Ás vezes dou por mim sem saber o que quero, ja nao me reconheço, vivo consoante aquilo que a vida me oferece, limitando-me a ficar satisfeita com isso mesmo. Perguntam-me se sou feliz assim e eu infelizmente nao lhes consigo dar a resposta positiva, mas para quê continuar a ter esperança no futuro? Quando as palavras leva-os vento, quando as acçoes ficam esquecidas no passado e quando os sentimentos sao ignorados! Expliquem por favor para que ter esperança...
Hoje foi um dia daqueles em que estive cercada pela estupidez, começou logo de manha... acordei com uma vontade enorme de ficar na cama, nao por preguiça mas por falta de forças para um novo dia, na escola tudo normal... ou quase. Em casa, abri a janela coisa rara de eu fazer desde á 4 meses para ca... e foi logo comentado pela minha mae de uma maneira intrigante, nao tivesse ela insinuado que estou novamente apaixonada, como se isso fosse alguma vez possivel quando a tua partida ainda está tao presente e o teu amor ainda me cerca o coraçao. De tarde, tinha a casa para arrumar todavia, estava com uma moleza enorme para o fazer, efeitos do calor... depois de começar fiquei com uma alta pica e arrumei tudo em menos de 3horas.. Ao fim da tarde tive uma surpresa bastante agradavel de uma pessoa muitoooooo muitooooooo e muitoooooo especial *.*
Agora á noite, fui surpreendida por um rapaz devido á sua frontalidade e pronto, que tenho a dizer deste dia? FOI NO MINIMO ESTUPIDO!

Obrigada por tudo melhor amiga, "foi a melhor comparaçao que encontrei, ninguem nos destroi, nao acaba e nao se quebra" olé :)