quinta-feira, 4 de junho de 2015

Uma nova vida, um novo recomeço

A vida corre, não volta atrás, não tem como voltar.
É isto que ultimamente mais tento dizer-me, acreditar que a vida nao volta atras, que o que passou não se repete. Tenho medo...
Hoje, estou noiva novamente, foi o pedido mais lindo e romântico que alguma vez me fizeram, minto mas não minto. Contraditório, eu sei. Ali o nosso momento passou, tudo o resto se desvaneceu, nao havia publico que te envergonhasse, não havia sorrisos que te deslocassem dali. Estavas ali com um propósito e hoje... hoje sou tua noiva! Incrível como o tempo nos uniu, como nos tornámos aquilo que hoje somos *.* Não esperava sequer que chegássemos a amigos, unimo-nos quando tudo o resto se desmoronou, é verdade. Sempre fomos o suporte um do outro, sempre nos completamos, sempre estivemos lá um para o outro... Eu Amo-te muito Homem da Minha Vida.
As pessoas podem nao compreender aquilo que temos mas o mais importante é que nós nos entendemos e para nós tudo faz sentido.
Hoje aqui estou, numa aula que cedo acabou, todas as minhas colegas estão empenhadas nos seus trabalhos, umas pensam sem saberem nos sonhos que tem, outras querem ir embora mas eu... eu aqui estou, sozinha na minha mesa a escrever sobre ti, porque és tu que percorres ultimamente o meu pensamento, sempre!!
Tenho Saudades de tudo. Saudades do teu sorriso, saudades da tua proteção. 
Ai o quanto me sinto bem em ti. 
A verdade é que esta notícia de que podias ter o que o teu irmão teve, me está a corroer, me está a engolir aos poucos, nao me está a deixar respirar. Nao está.
Mas, eu prometo, eu prometo nao te falhar. Prometo que irei estar contigo em todos os tratamentos, prometo que estarei sempre do teu lado, quando os desmaios começarem a correr, quando o sorriso se começar a desvanecer, quando a vida te parecer tao negra. EU estarei lá. Porque te Amo. 
Eu sei que nós vamos conseguir vencer esta batalha e sei que para o ano me vou entregar nos teus braços e te vou dizer o sim!
Obrigada por tudo aquilo que tens sido para mim, Obrigada por puder confiar em ti. 
És o meu porto seguro. 

Pergunto-te... Vamos vencer?


Até sexta... meu Homem...meu Herói.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

"Cantinho da Suh"

È verdade, voltei a ter um cantinho da suh, voltei incrivelmente a ter forças para escrever e honestamente é mesmo isso que eu preciso, escrever, desabafar, expressar-me. È bom saber que nos lêem que não somos apenas mais uma no mundo, que há quem se importe ou se interesse mesmo não se importando. Sempre escrevi com alma, não me interessa se faz sentido ou não, se me vão entender ou não... simplesmente expresso-me como quero e digo tudo o que me passa pela cabeça. Sou assim, imprevisível, espontânea, surreal.
Estou-me a tornar repetitiva mas a minha vida continua um caos autentico! Eu já nao sei para que lado me hei de virar... vai começar uma nova etapa na minha vida, vou entrar, Finalmente, na universidade depois de grandes lutas travadas com a matemática! Sabes, a vergonha apodera-se de mim, a vergonha, o medo, as duvidas, os receios, as perguntas, as faltas de resposta... Esperava que fosse ser tudo mais magico, mais entusiasmante, mais... sei lá... único?! 
Porém, não me sinto nada assim... o mais certo é entrar em Viana, o que fica ainda longe de Braga para ir e vir todos os dias, a nossa melhor amiga não vai comigo, claro... ainda pensei que desta vez, só desta vez ela fosse ser parte da solução e não mais um problema... mas ainda me faz mais duvidas, mais ansiedade má, ou porque eu não consigo ir para a privada ou porque x ou porque y ou porque w. Ainda ontem a "perdoei" e que faz ela hoje? Falha novamente... andamos sempre nisto agora, na corda bamba, parece que tenho de implorar para ela ser a minha Melhor Amiga. Não devia ser assim, pois não?! Eu sei que não. Voltando á universidade, as duvidas são enormeeees! Eu não consigo ir e vir todos os dias de transportes públicos demorando 2h e 30m quando de carro demoraria 40 minutos... e ficar lá sozinha, está-me a deixar tão mas tão triste... porque é que as coisas não podem ser fáceis? porque não posso simplesmente aproveitar o momento e ser feliz?! 
Quero soluções mas só encontro e me arranjam problemas. 
Sempre fui uma sonhadora, no entanto, nunca sonhei com a universidade, acho que nunca me imaginei em festas, em jantares de curso, em fardas, em praxes, em exames... isso para mim era algo que os outros fazem... Estão todos ansiosos para saber os resultados dia 8 e eu so anseio que esse dia não chegue... Porque ai, será o inicio de todos os problemas! 
Tantos medos, tantos receios e poucas respostas.
Porque é que não podes simplesmente ajudar-me em vez de complicares e me deixares mais uma vez sozinha quando prometeste que não o farias novamente?

Decide-te, ou ficas de uma vez ou vais embora rápido e sem olhar para trás. 
Porque acredita, é preferível não contar contigo do que contar e ficar desamparada!

Espero ter respostas para todas as minhas duvidas, muito brevemente.






















SM.
A esperar uma luz que me indique o caminho...



...

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Não sei que mais dizer...

As minhas palavras já não são o que eram. Parece que falo e ninguem ouve, um grito de desespero, de angustia, de aflição. Quem sou eu? Onde me perdi? Perdi tudo o que tinha a perder, não me sinto cá, não sou feliz. parece que a vida já nada me dá... Porque é que nao me ouvem? porque fingem que nao grito em desespero do vosso abrigo? Sou uma vagabunda no mundo, nao sei o que esperar, nao consigo contar contigo porque sempre me falhaste, vivemos em mundos diferentes parece que mudamos de linguagem, sera que mudamos? Porque assim?
Porque nos perdemos nas encruzilhadas da vida?
onde nos perdemos?
Eu já nao sei o que fazer, sempre dei vida por ti, sempre vivi as tuas dores nao as minhas, sempre te apoiei em tudo mesmo quando nao concordava com nada... A vida foi dolorosa nao só para ti, todos o perdemos, todos sentimos a sua falta, todos dariamos a vida para o ver novamente. Eu nao sei... eu nao sei onde te perdi. Eu queria mais, eu quero mais. Mas parece que em vez de ter mais, te perco é mais! 
Já perdi muito na vida...
Eu gostava que a nossa amizade fosse o que era, que nos contentássemos com um sorriso, que todos os minutos importassem e nao fosse por ontem teres la estado que hoje poderias ja nao estar... A vida é feita de momentos, tu eras o meu abrigo, eras o meu cantinho mais secreto, era em ti que fazia a minha coragem... De um momento para o outro tive de encontrar outro, embora nunca o tenha realmente encontrado, porque tu deixaste de puder la estar, eu queria o teu conforto, queria o teu abraço e raramente o tive. Pelos comentarios, porque tinhas trabalho, porque querias isto, porque nao podias, porque nao te deixaram... sei as justificações todas de cor mas o meu coraçao ainda sangra, eu gostava mesmo do teu abraço e do teu olhar cheio de esperança.
Nunca me defendeste quando fui brutalmente atacada, nunca te chegaste á frente e deste o corpo ás balas sempre fui eu a engolir tudo... senao hoje nem pensarias sequer em voltar lá. Onde foste minha melhor amiga? Quando precisei de motorista? nisso nunca me falhaste, nao posso negar, mas eu queria mais... queria uma melhor amiga.

Eu quero uma Melhor Amiga.
Eu quero a minha Melhor Amiga...
...mas ela perdeu-se, perdeu-se nas profundezas do mar e eu nao a consigo ir buscar...
...talvez aquilo que é nosso nao o seja para sempre ou no fim nunca realmente o foi...


Hoje o meu coração sangra.
Sangra por ter sido magoada..
Não sei que se passa...
Onde nos perdemos? É a pergunta que mais faço e mais fiz nos ultimos meses, talvez já anos...
Sempre lutei por ti com todas as minhas forças, sempre vivi para que nada em nós fosse destruido nunca pedi nada em troca, acho até que nunca esperei nada em troca...Onde te perdi? Onde errei?
Sempre fiz tudo por ti, sempre aguentei tudo por ti, superei dores insuportaveis só para que nao vivesses tambem com elas... sempre aguentei tudo, nunca esperei que me defendesses, alias nunca o fizeste tambem, nunca deste o corpo ás balas por mim... nunca me defendeste quando fui fortemente atacada... fui mais vezes defendida por quem menos esperava do que por ti... tenho esse momento tao mas tao presente em mim... Tu limitaste-te sempre mas sempre a ouvir e a dizer para "esquecer" para "ignorar", o problema é que nunca fui de esquecer ou ignorar, sempre fui bem marcada por tudo na vida mesmo quando nao queria... e tudo o que eu queria era uma Melhor Amiga. 
O quantas saudades tenho daquele olhar esperançosa, do sorriso contagiante, da esperança inocente no "amanha, talvez, seja melhor". Que saudades eu tenho da simplicidade, que saudades eu tenho de nao ter saudades... Nunca fui fácil, nunca o tentei ser... Só te pedi conforto, abrigo... porque sempre foste o meu abrigo desde que nos conhecemos, sempre "lutamos" contra tudo e todos, sempre estiveste lá quando mais precisei mesmo sem me defender ou sem dar o corpo ás balas tu estavas lá e de um momento para o outro vi-me sem ninguem, tive de procurar outro abrigo, outro conforto e nunca o encontrei. De um momento para o outro passaste a achar que por hoje estares comigo amanha ja nao precisavas de estar, como se o hoje compensasse o amanha, mas a vida é feita de momentos. De um momento para o outro podemos morrer, podemos adoecer, podemos ir parar ao hospital, podemos perder a vida sem ter morrido. Portanto, eu precisava de ti a todos os momentos. Nunca precisei de uma motorista, porque nisso nunca me falhaste, mas sempre precisei de uma Melhor Amiga.
Que é feito das promessas feitas e nunca realizadas? que é feita da simplicidade que nos unia? 
Que é feito de nós?
Eu só queria uma Melhor Amiga.
Eu só queria a Minha Melhor Amiga...

Mas ela perdeu-se no mar, eu perdi-a no mar e nao sei como a ir buscar.
Talvez o que é nosso não seja para sempre nosso.

Só queria o conforto do teu olhar. Mesmo debaixo de um dia de chuva terrivel eu só queria ver o teu sorriso e aconchegar-me no teu abraço.


SM
perdida na escuridao...

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Um ano depois...

Hoje, nas redes sociais, li um texto de um blogue onde uma mãe escreveu para o filho dizendo que não se interessava das suas notas e lembrei-me deste cantinho nunca esquecido mas pouco utilizado. Podia dar mil e uma razão para isto acontecer... podia dizer que fiquei sem o computador, que tinha falta de tempo, que não havia nada para escrever... de facto, as desculpas podiam ser muitas mas nenhuma seria a real... Não vim escrever porque... deixei de saber escrever, este é um cantinho que dava muito a conhecer de mim, aqui vinham pessoas que se preocupavam comigo, que sabiam e sabem que aqui me exprimo mas deixei de ver vantagens nisso. Hoje, aqui estou, na minha habitual sala escura onde só o computador a irradia, reparo agora que até a posição das teclas não estão tão memorizadas como outrora estavam, onde escrevia com uma velocidade enorme... O quanto mudei.
E pronto... já bloqueei... Ultimamente é assim, tento escrever e sou absorvida por pensamentos, pelo passado, pelo presente e a vontade de escrever dissolve-se entre lagrimas e desisto...

Talvez um dia, consiga volta a expressar-me desta maneira e de outra... Hoje não foi o dia.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

vazio

O que é viver?  Esta pergunta tem-me afectado o pensamento de uma maneira que tão cedo nao pensei que fosse afectar. Somos obrigados todos os dias a um novo desafio independentemente se estamos ou não preparados para isso... Já não sei viver e isso é um facto! A multidão assusta-me, os olhares inseguram-me, as conversas paralelas afectam-me. Sinto que pertenço a todo o lado e a lado nenhum... Tenho saudades da Soraia de Outrora. Essa ninguem afectava, nada temia e tudo dizia. Fui embalado num turbilhão de problemas e não tenho capacidade de sobreviver a nenhum. Sei que não existe solução para isto a não ser força de vontade mas até essa se desvaneceu... já não me reconheço.
Se o amanhã me traz mais problemas eu nao conseguirei aguenta-los. Sinto-me sozinha no meio da multidao e ouço barulho no silencio. Sinto que ja nao pertenço aqui... apetece-me pegar nas malas, por uma meia duzia de coisas e voar daqui... dos problemas, dos afastamentos, das tristezas, das desilusoes, do barulho silencioso, da multidao barulhenta... estou cansada disto.
Eu não aguento mais. Sinto-me destruida. E nada ajuda.


sexto sentido ou não... sinto que as coisas ainda vão piorar. Afinal á dois anos para cá que só pioram.



SoraiaMontes

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

saudade.


Cá estou passados uns 4 meses desde a ultima mensagem... Muita coisa tem acontecido desde então, ja sofri bastante e já vivi tantos momentos de alegria, de felicidade extrema que é impossivel descreve-los. Sinto a tua falta e sei que tu sabes disso, quem mais poderia saber se nao tu... tu que me entendias melhor que ninguem, que no meu olhar vias o reflexo da minha alma, que na minha voz ao cantar percebias a dor que sentia, quem melhor que tu para vires com a palavra certa e de reconforto na tempestade. Oh meu amor, as saudades que eu tenho tuas, como é possivel eu ainda nao acreditar que partiste? pensar que um dia me irei deparar contigo a dizer que a nossa filha está grande, que o meu sorriso está luminoso e que o meu olhar está esperançoso. Arrependo-me, sabes? arrependo-me de ter cumprido a promessa que te fiz e nao ir ao teu funeral... acho que assim teria a certeza absoluta que já não cá estás. Custa perceber que os teus irmaos sentem o mesmo, que sentem que nao partiste, porque na verdade nenhum de nós sente isso. Sempre que tenho problemas, que penso nao conseguir alcançar a soluçao aparece o teu p. que me conforta e me mostra que se calhar nao é bem assim e nem tudo é um abismo... ou entao no silencio da madrugada entendo que estás cá, connosco. Porque um Mata nao abandona, um Mata cuida. Já não sou a mesma, tu irias reprovar isso com uma negativa bem redonda e pequenina, irias dizer que nao era isso que querias, que vale a pena lutar mesmo que nao o pareça, mas para quê, meu puto? Tudo o que nos aparece é problemas, sabias que voltei a reprovar, agora, no decimo segundo? Apesar de ter lutado contra tudo e todos para que isso não acontecesse, mas que ninguém acredita porque na verdade o presente mostra fracasso, sabias? Sabias que tenho tido dores insuportaveis e que me sinto mais sozinha que nunca? que o meu p. continua o mesmo, sempre que está comigo é so bocas de que nao valho nada e que so dou desperdicio. Sinto-me um fardo para toda a gente e isso cansa-me, desgasta-me, derrota-me. Tenho saudades tuas. Saudades dos momentos em que nada me derrotava em que tinha "coragem de Leoa" e garra de Mata. Que eufomismo, parece que estou a falar de outra soraia que nao eu. Afastei-me de todos os meus amigos e eles nem sequer se preocuparam com isso, ninguem me procurou, se calhar errei so ainda nao percebi onde, voltei a fechar-me em mim porque o mundo la fora parece assustador: tanta confusao, tantos olhares para enfrentar, tantas pessoas para conhecer e que ja me conhecem... para quê travar uma luta sem arremeços. È... desisti... o mundo la fora parece-me demasiado assustador e cansativo. 
Precisava tanto dos teus conselhos agora, da tua sabedoria de viver, do teu abraço apertado em que me davas um beijo aconchegador na testa como quem dizia num sussurro que é tudo da minha cabeça e tudo vai passar.
 
"A saudade de ti,
tomou conta de mim
e me mata por dentro
esta falta de amor
nunca me abandonou
desde que te perdi
a cor da solidao
pintou o meu coraçao
de magoa e sofrimento
e assim é meu viver nesta dor
sem esquecer quem se
esqueceu de mim"


SoraiaMontes.




terça-feira, 8 de maio de 2012

és um ensinamento de vida. ès o exemplo. és tu.



Esta força que hoje possuo foi de ti que a aprendi, meu enorme puto, esta força que hoje demonstro
é de ti que a emito. esta força que hoje me deixa ser o que sou é daquilo que ambos um dia fomos e
o que guardo em mim torna-me a tua leoazinha. e se sou assim... a ti te o devo. Porque me renasceste
das cinzas, quando mais ninguem quis saber, quando mais ninguem se importava, foi a tua mao que
eu vi segurar-me quando estava prestes a fraquejar deixando-me ir.
 Hoje sou capaz de sentir a chuva
 Hoje sei o que é sentir o friozinho na barriga quando se esta perto de alguem que amamos.
 Hoje sei confiar plenamente em quem está ao meu lado porque tu sabes quem me ensinou.
 Hoje sei que o vento quando sopra, sopra para nos mimar. È um sinal, dizias tu.
 Hoje sou grande, Hoje eu cresci, Hoje sou jovem quase feita mulher, Hoje sei amar, Hoje Amo-te
    Mesmo que ja nao estejas ca.
 È a ti que devo tudo.
O tempo passa mas nao cura.
Ameniza.
 Hoje oiço uma musica e procuro na letra palavras que se resumam a ti, á nossa historia, ao nosso amor.
ÈS grande. Ès meu. ès um guerreiro.
A ti te devo o que sou hoje.
Olho para a tua foto e aquilo que vejo é esperança, é felicidade, é amor, é atrevimento, é vontade.
  Vontade de fazer, sempre, mais e melhor.
Vejo-te. E Amo-te.

È... eu amo-te. Porque o mundo pode dar as voltas que der mas quando caiu so duas pessoas me percorrem o pensamento. Tu és uma delas. Ensinaste-me a ser forte.

Hoje sei que a força move momentos. "A força destroi invejas e o sorriso? Oh o sorriso muda uma vida inteira." (dirias tu, disseste-me tu... )

A tua maturidade, a tua garra, os teus ensinamentos, as tuas piadas, ahhh as tuas gargalhadas meu amor, o quanto gostava de te ver sorrir, mesmo quando no meu rosto escorriam lagrimas era o teu sorriso que me iluminava, desculpa ainda é o teu sorriso que me ilumina.
Porque és tu e eu amo-te como és.

"Lembra-te, amor, mesmo que nao me sintas. Mesmo que te pareça estar sozinha, recorda o meu olhar e sorri porque estarei a fazer o mesmo. Até logo pimpolha"

Eu digo: "Até já meu amor. Até logo leva muito tempo.... "
(nunca pensei que fosse ser tanto. um dia seremos novamente um do outro. de que maneira for. )



A minha unica certeza que queria ter, é que les isto.
Tudo o que aprendi foi contigo.
és maravilhoso.
és vida em mim. 

Amo-te muito meu paspalho.
da tua, SoraiaMontes.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

..........................................................

Cá estou, com isto aberto num quarto que me é desconhecido e uma festa a decorrer la para dentro, refugiei-me aqui para que nao estragasse o ambiente, nao merecem que o faça mas eu preciso de desabafar contigo meu amor e o nosso caderno ficou longe... sabes, tudo mudou á muito tempo, dizem que a vida é assim feita de grandes mudanças e eu concordo. Voltei a ter de parar de jogar futebol, afinal aquilo que umas pessoas diziam ser fita revelou-se ontem com o comentario feito pelo medico que me realizou uma ecografia ao respectivo e no fim afirmou isto: "tens o ombro todo modificado, muito estragado e mal tratado" afinal nao era fita, estao a ver?! E agora? Agora sou eu que sofro e sou obrigada a parar de jogar futebol, deixar a equipa neste momento desamparada porque duas das suas guarda-redes estao lesionadas, da qual uma sou eu. Já para nao te contar de que as coisas ca por casa continuam completamente surreiais, eles querem eu tenho de fazer... ahh e a escola? essa é melhor nem falar, sinceramente nao tenho vontade para estudar, sinto que tenho demasiadas coisas em que pensar e que sentar-me em frente a uma secretaria e tentar colocar mais conhecimentos por cima dos problemas se torna algo impossivel. Tem sido impossivel. Sinto aquele aperto no peito e aquela vontade continua de cometer uma loucura partindo desta para outra, melhor ou pior nao sei que nao conheço, mas fugir deste mundo as vezes trata-se de uma ambiçao... como se isto nao bastasse ouço continuamente a minha mãe a dizer o mesmo o que é algo extraordinariamente inigualavel. Que faço eu a tudo isto? Se soubesses a falta que me fazes meu amor.
Está tudo sobre mim, sabes que a estrelinha seguiu tambem o teu sonho?! é... seguiu as pisadas do pai. O pior é que com isso ficou sem tempo nenhum para outras coisas, tu sabes a que me refiro eee ja para nao falar que a mama fica com o coraçao nas maos :$ principalmente quando me diz assim como se de para-quedas que dia x vai para o mar, opa as voltas que isso me dá !!!!!!!!!!
A vida ja era complicada mas sim ti tornou-se impossivel de viver. tem sido problemas atras de problemas. quando é que isto vai parar?

Ahhh ja para nao falar que tenho de começar a trabalhar para realizar o meu sonho de ter a carta e carro. Infelizmente nunca tive nada de mao beijada, pensei que seria isto mas a sorte voltou a nao bater do meu lado. esforça-te e é se queres Soraia Montes.


Amo-te muito meu puto.

SoraiaMontes